sicnot

Perfil

País

Vila Velha de Ródão vai ter rede de monitorização da qualidade da água do Tejo

PAULO CUNHA / LUSA

O autarca de Vila Velha de Ródão anunciou esta terça-feira que a Câmara, em colaboração com a Quercus, irá instalar uma rede de monitorização da qualidade da água do Tejo em vários pontos do rio, incluindo junto ao ponto de descarga da Celtejo. O autarca revelou ainda que as medições serão disponibilizadas ao público através da internet em tempo real.

Os autarcas de Abrantes, Mação e Vila Velha de Ródão foram ouvidos esta terça-feira à tarde na comissão parlamentar de ambiente sobre a poluição no rio Tejo. Todos se afirmaram interessados na resolução de um problema que já tem vários anos.

Em 2015, os três autarcas já tinham sido ouvidos na mesma comissão sobre a poluição do Tejo.

Quinta-feira vão ser ouvidas em audição conjunta a Agência Portuguesa do Ambiente e a Inspeção-Geral do Ambiente.

  • "Acho altamente suspeita esta declaração do segredo de justiça sobre caso da Celtejo"
    4:51

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares disse esta segunda-feira que considera muito suspeita a declaração do segredo de justiça no caso da Celtejo. O comentador da SIC diz que o delegado do Ministério Público de Castelo Branco resolveu decretar o segredo de justiça apenas para defender a Celtejo. Ao que a SIC apurou, os resultados das análises à poluição no rio Tejo deverão estar prontos esta terça-feira, mas só serão divulgados publicamente quando a investigação terminar.

  • Resultados das análises ao Tejo divulgados só no fim da investigação

    País

    Os resultados das análises às amostras recolhidas na Celtejo, em Vila Velha de Ródão, deverão estar prontos esta terça-feira e vão ser anexados ao inquérito em curso, a cargo do Ministério Público do Departamento de Investigação e Ação Penal de Castelo Branco. No entanto só poderão ser divulgados publicamente no final da investigação iniciada a 27 de janeiro.

  • Governo enfrenta vaga de contestação
    2:35

    Economia

    O Governo enfrenta uma onda de contestação. Guardas prisionais, procuradores, professores, médicos e enfermeiros descontentes ameaçam com greves nos diferentes setores, já nos meses de março e abril.

  • Proposta criação de 77 mil empregos através de uma descida da TSU
    1:23
  • Bastonário dos médicos diz que a classe deixou de acreditar no ministro da Saúde
    2:24

    País

    Desde Março do ano passado que perto de mil médicos especialistas aguardam colocação nos hospitais. O concurso, prometido várias vezes pelo ministro da Saúde, não abriu ainda por falta de autorização do Ministério das Finanças. Amanhã, quinta-feira, um grupo destes médicos vai à Assembleia da República entregar uma carta que entretanto já seguiu para os ministros da Saúde e Finanças.

  • 296 mortos em 2 dias de bombardeamentos em Ghouta Oriental
    2:16
  • Tiroteio na Florida foi o 18.º registado em meio escolar nos EUA desde janeiro
    1:25