sicnot

Perfil

País

Portugal disponível para acolher comando do Atlântico da NATO

OLIVIER HOSLET

O ministro da Defesa afirmou esta quinta-feira que Portugal se disponibilizou para acolher o novo comando para o Atlântico da NATO, e que é favorável à criação de uma missão de treino no Iraque.

"Não há candidaturas, nem apresentação de candidaturas. Há juízos políticos, sobre aquilo que envolvem esses comandos e há, evidentemente, depois, manifestações de vontade ou expressões de vontade", começou por esclarecer Azeredo Lopes, em conversa com jornalistas, à margem da reunião de ministros da Defesa da Aliança Atlântica, que decorre até hoje, em Bruxelas.

O ministro da Defesa assumiu que Portugal expressou a vontade, de "seja lá onde ficar o novo comando do Atlântico", ser tempo de olhar com mais atenção para a estrutura da STRIKFORNATO, em Oeiras, que "está perfeitamente virada para o Atlântico e preenche perfeitamente uma vocação de articulação com o futuro comando, ou de um qualquer reforço nas suas capacidades".

"É bom que tenhamos noção que o comando do Atlântico não envolve milhares de militares. Estamos a falar de uma estrutura de recursos humanos que deve andar em torno de duas dezenas de pessoas, e que garante uma robustez e maior planeamento da organização, agora que o atlântico tem novamente um peso importante, e digo-o com muito contentamento, nas reflexões estratégicas", sublinhou.

Antes, José Azeredo Lopes já tinha apontado como destaque da reunião ministerial "o consenso generalizado sobre a alteração da estrutura de comandos", que inclui a criação de um comando no centro da Europa, vocacionado para a mobilidade e a logística, e outro, marítimo, no Atlântico, para a proteção das linhas de comunicação no caso de uma eventual crise.

"O comando do Atlântico diz bastante a Portugal, uma vez que Portugal considera que, se temos defendido desde sempre uma organização realmente a 360º, era tempo de enfrentar as questões e as ameaças provindas do Sul, como também olhar de novo - e é um olhar que é renovado - para o Atlântico", prosseguiu.

O ministro da Defesa abordou também a possibilidade do país participar numa eventual missão de treino no Iraque, mostrando-se, "em princípio", favorável "à constituição de uma missão não combatente, com um envolvimento pleno e político dos iraquianos", e que trabalhe em coordenação "clara" com a coligação internacional "anti-Estado Islâmico".

"Achamos que, se estes pressupostos estiverem preenchidos, é uma decisão feliz, é uma decisão de capacitação e de segurança", concluiu.

Lusa

  • A visita do secretário-geral da NATO a Portugal
    2:39

    País

    O secretário-geral da Nato quer que Portugal continue a cumprir os compromissos financeiros para com a Aliança Atlântica. O homem forte da NATO esteve esta sexta-feira em Portugal para visitar instalações militares e para reuniões com o Presidente da República e membros do Governo. Uma viagem para preparar a cimeira da Aliança, em fevereiro.

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.