sicnot

Perfil

País

Santana Lopes não acredita que CDS possa ficar à frente do PSD

Santana Lopes não acredita que CDS possa ficar à frente do PSD

Pedro Santana Lopes diz que o PSD não deve menosprezar Assunção Cristas, mas não acredita que a líder do CDS possa ficar à frente dos sociais-democratas.

  • "Cristas está a ocupar o espaço deixado vazio na oposição pelo PSD"
    3:39

    Opinião

    Assunção Cristas fechou o congresso do partido com a ambição de transformar o CDS no maior partido do espaço do Centro-Direita. Miguel Sousa Tavares defende que a líder do CDS "tem contra si o facto do eleitorado português ser muito fixista", ou seja, não se move. No entanto, para o comentador da SIC Cristas está a "ocupar o espaço deixado vazio na oposição" e "a mostrar a diferença para o PSD".

  • Especialistas consideram irrealista a ambição de Cristas
    3:17

    País

    O congresso do CDS ficou marcado pelas metas ambiciosas reveladas por Assunção Cristas, que quer liderar o centro-direita e levar o partido a ser a primeira escolha nas próximas legislativas. Os especialistas ouvidos pela SIC defendem que a ambição de Cristas não é realista e que seria preciso haver uma implosão do PSD para esse salto ser possível.

  • A ambição do CDS "parece-me um exagero"
    0:55

    Opinião

    Luís Marques Mendes acredita que a separação do PSD e do CDS nas próximas eleições legislativas só irá beneficiar o partido socialista. O comentador da SIC considera ainda que a ambição de Assunção Cristas, em tornar o CDS a única alternativa de direita ao PS, é exagerada e corre o risco de ser ridícula.

  • Faltam 71 obstetras no SNS e as férias vão agravar a situação
    2:32

    País

    Faltam 71 obstetras no Serviço Nacional de Saúde pelas contas da Ordem dos Médicos. Com o verão e as férias à porta, a Ordem alerta para a eventualidade de, nalgumas regiões, ser preciso transferir os partos mais complicados para unidades onde houver especialistas.

  • Combate ao terrorismo e corrupção são prioridades do novo diretor da PJ
    2:42

    País

    O novo diretor da Polícia Judiciária diz que o combate ao terrorismo e à corrupção estão entre as maiores prioridades para a PJ. Mas alerta que são precisos meios para cumprir essa missão. Luís Neves tomou posse esta manhã, depois de 20 anos ligados à investigação do crime mais violento.

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.