País

Zonas afetadas por cheias com 25 projetos de intervenções de 60 milhões

PAULO CUNHA

O Governo apoiou 25 projetos para intervenções estruturais em zonas afetadas por cheias frequentes, num investimento de cerca de 60 milhões.

Segundo o Plano Nacional de Reformas, hoje divulgado, no âmbito da promoção da sustentabilidade e qualidade dos recursos hídricos, "num quadro marcado pelo efeito que as alterações climáticas têm sobre estes recursos, deve destacar-se o apoio a 25 projetos".

Trata-se de "intervenções estruturais de desobstrução, regularização fluvial e controlo de cheias, em zonas de inundações frequentes e danos elevados, envolvendo um investimento de cerca de 60 milhões de euros", refere o documento.

O Plano salienta ainda que já foi executada a reabilitação das linhas de água dos municípios afetados pelos incêndios de junho de 2017.

O Governo prevê também que em 2018 seja concluída a execução dos projetos de recuperação das linhas de água das autarquias abrangidas pelos fogos de outubro do ano passado.

Quanto aos investimentos no ciclo urbano da água, no âmbito do Portugal 2020, já foram aprovados mais de 530 projetos, envolvendo um investimento total de 456 milhões de euros.

Cerca de 75% dos projetos e 77% do investimento referem-se a sistemas de saneamento. O Plano Nacional de Reformas, apresentado pelo ministro das Finanças, Mário Centeno, avança que, nesta vertente, estão em análise mais de 115 candidaturas envolvendo 64 milhões de euros.

Lusa

  • "O Mal Entendido: as doenças a que chamamos cancro" - capítulo 4: Os maratonistas
    33:52
  • O verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo das pistolas
    0:50

    Assalto em Tancos

    O general Leonel de Carvalho associa o roubo em Tancos ao desaparecimento de 57 armas da PSP de Lisboa, em fevereiro do ano passado. O antigo secretário geral do Gabinete coordenador de Segurança considera ainda que o verdadeiro alarme e ameaça à segurança interna está no roubo dessas pistolas e não no alegado desaparecimento de algumas granadas e outro material explosivo de pouca capacidade.

  • "Aquilo parecia um filme de terror"
    1:40

    Crise no Sporting

    Jorge Jesus abordou os incidentes de Alcochete pela primeira vez. Em entrevista à Bola TV, o treinador português, agora no Al Hilal da Arábia Saudita, falou do medo que viveu naqueles momentos. Jorge Jesus disse também que não fecha a porta a nenhum clube em Portugal.

  • Benfica promete queixa-crime contra quem divulgou contratos de Castillo e Ferreyra
    1:26

    Desporto

    Um blog divulgou na internet os valores dos contratos de dois dos reforços do Benfica, Castillo e Ferreyra. O clube da Luz promete agir judicialmente contra quem divulgou estas informações. A SIC sabe que devido à gravidade dos factos a Liga de Clubes está a considerar suspender os funcionários da instituição até que este caso seja esclarecido.

  • Santana diz que a concorrência é livre
    0:52
  • Donald Trump envolvido em mais uma polémica
    1:49
  • 20 quilómetros até ao trabalho valeu um carro

    Mundo

    Quando o carro de Walter Carr deixou de funcionar um dia antes do primeiro dia de trabalho numa empresa de mudanças, ele não desistiu nem ligou a dizer que ia faltar. Saiu de casa à meia-noite e fez mais de 20 quilómetros a pé para chegar a horas. No final recebeu uma recompensa.

    SIC