País

Agência do Ambiente ordena fecho da Centroliva após descargas sem licença

(Arquivo)

A Agência Portuguesa do Ambiente condenou a Centroliva a encerrar a unidade industrial em Vila Velha de Rodão e a pagar uma coima de 300 mil euros, em cúmulo jurídico. A empresa de secagem e extração de óleo de bagaço de azeitona é acusada de fazer descargas de águas residuais sem licença, na ribeira do Lucriz, afluente do rio Tejo.

A Centroliva foi condenada pela prática de sete contraordenações ambientais muito graves, duas das quais com dolo.

A Agência Portuguesa do Ambiente já tinha ameaçado encerrar a empresa em 2016. Contactada pela SIC, fonte oficial da Centroliva disse que a empresa irá proceder à impugnação da decisão em tribunal.