sicnot

Perfil

País

Cem personalidades ouvidas sobre rendas da energia, incluindo os primeiros-ministros desde 2004

A comissão parlamentar de inquérito às rendas da energia aprovou hoje, por unanimidade, todos os requerimentos dos partidos para audições, chamando assim 100 personalidades, entre as quais todos os primeiros-ministros entre 2004 e 2018, incluindo António Costa.


"Acabámos de aprovar, por unanimidade, a audição de 100 individualidades e mais 17 entidades. Destas entidades há seis cujos nomes dos presidentes constam das 100 individualidades", disse a deputada do PSD Maria das Mercês Borges, a presidente da comissão parlamentar de inquérito ao pagamento de rendas excessivas aos produtores elétricos.


O PSD tinha sido o único partido a requer a audição do chefe do atual Governo, António Costa, uma vez que chamou todos os "todos os primeiros-ministros que exerceram funções no período objeto desta comissão", que foi fixado entre 2004 e 2018.


O BE - partido que propôs a comissão - requereu apenas a audição dos antigos primeiros-ministros Durão Barroso, Pedro Santana Lopes, José Sócrates e Pedro Passos Coelho.


Entre o lote de personalidades a ouvir está o ex-ministro da Economia Manuel Pinho, o presidente da EDP, António Mexia, e o ex-presidente do BES Ricardo Salgado.


Do atual executivo serão ouvidos o ministro das Finanças, Mário Centeno, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e o secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches.

Lusa

  • António Costa na lista para inquérito parlamentar às rendas da EDP
    0:44

    Economia

    O PSD quer ouvir o primeiro-ministro na comissão de inquérito às rendas excessivas da energia. António Costa foi ministro da Administração Interna do Governo de José Sócrates, e o seu nome tinha ficado de fora da lista de personalidades a ouvir, entregue pelo Bloco de Esquerda. O PSD lembra que o primeiro-ministro desempenhou funções no Governo num período que se enquandra no âmbito da comissão de inquérito. A outra novidade do requerimento do PSD é o nome de Mário Centeno, ministro das Finanças. A lista entregue pelos sociais democratas inclui 65 personalidades e 15 entidades. Os nomes a ouvir na comissão de inquérito são votados esta 5ª feira.

  • Marcelo de volta a casa após diagnóstico de gastroenterite aguda
    3:37
  • A corrida pelo melhor lugar no Rock in Rio
    2:00