sicnot

Perfil

Pequenas Grandes Histórias

Pequenas Grandes Histórias

  • HydroBOB, uma forma diferente de explorar o fundo do mar
    8:11

    Pequenas grandes histórias

    HidroBOB é uma espécie de mota subaquática para explorar o fundo do mar. Não precisa de ser especialista ou usar o tradicional equipamento de mergulho para passear nas profundezas. O utilizador tem um capacete que está constantemente a receber oxigénio através de uma garrafa instalada na mota. Consegue descer até aos 30 metros de profundidade e está disponivel em locais como a Florida e as Ilhas Virgens americanas.

    Patrícia Almeida

  • Como funcionam os Canadair?
    1:23

    Pequenas grandes histórias

    O Canadair, também conhecido por Scooper, é um avião de combate a incêndios. Foi desenhado para voar devagar e em ambientes com ventos fortes. Pode transportar dois tripulantes e levantar voo a partir de terra e da água. Abastece-se em apenas 10 segundos até 5.443 litros de água. Num num lago, rio ou oceano, desde que tenha comprimento e profundidade adequados ao aparelho.Atualmente há dois modelos o CL-215 e o CL-415. Podem atingir entre 293 e 370 km/hora. Há dois Canadair contratados por Portugal a combater incêndios.

  • A história do estudante norte-americano que roubou um cartaz na Coreia do Norte e morreu um ano depois
    2:08

    Pequenas grandes histórias

    Otto Warmbier tinha 22 anos e morreu esta segunda-feira. Chegou da Coreia do Norte em coma. Os médicos do Centro Médico da Universidade de Cincinnati, Ohio, nos EUA, fizeram-lhe uma ressonância magnética. O exame revelou uma extensa perda de tecido cerebral em todas as zonas do cérebro, causada por uma paragem cardiorespiratória.

    Patrícia Almeida

  • O inferno de Pedrógão Grande
    2:08

    Pequenas grandes histórias

    Foi o incêndio florestal mais mortífero de que há memória, em Portugal. Matou pelo menos 62 pessoas e provocou 135 feridos. Há ainda pessoas desaparecidas e mais de 150 desalojadas. É este o balanço de um incêndio que transformou o concelho de Pedrogão Grande num inferno.

    Patrícia Almeida

  • Há vítimas que podem nunca vir a ser identificadas, admitem autoridades
    2:02

    Pequenas grandes histórias

    A polícia de Londres já alertou para a dificuldade em identificar vítimas do incêndio desta quarta-feira, em Londres. As chamas destruíram um prédio de 24 andares e há dezenas de pessoas desaparecidas. Nas redes sociais e imprensa circulam cerca de 35 apelos para encontrar entes queridos. Hoje foram também reveladas fotografias do interior dos apartamentos afetados pelo incêndio.

    Patrícia Almeida

  • Cantora surda emociona jurados e público do "Got Talent" americano
    2:10

    Mundo

    Conseguiu que um dos jurados carregasse no botão dourado e a passagem direta para a próxima fase do programa American Got Talent. Mandy Harvey emocionou os jurados e o público com a sua atuação e história. Perdeu a audição por completo aos 18 anos devido a um problema de saúde que lhe afetou os nervos auditivos. Pensou desistir mas acabou por conseguir "dar a volta". Aprendeu uma técnica que lhe permite sentir as vibrações através do chão. Por isso canta descalça. Mandy tem agora 29 anos e 3 álbuns editados. É uma das concorrentes do programa talentos que ainda decorre nos EUA.

    Patrícia Almeida

  • Urso invade casa, rouba comida e toca piano
    1:29

    Pequenas grandes histórias

    Aconteceu na localidade de Vail, no Colorado, EUA. A polícia, em comunicado, revelou que a moradora recebeu uma notificação de alarme e foi ver as imagens de videovigilância. Não ganhou para o susto quando viu um urso a passear pela sala. Além de invadir a casa, o animal roubou comida e tocou (no) piano. Estas visitas inesperadas e encontros imediatos não são novidade no Colorado. Nos últimos anos, ocorreram sem consequências graves, graças ao trabalho das autoridades que ensinam os moradores a conviver com os ursos.

    Patrícia Almeida

  • Lançamento de tartes, uma tradição britânica com meio século
    1:32

    Pequenas grandes histórias

    Realizou-se mais uma edição do Campeonato do Mundo do Lançamento de Tartes que celebra 50 anos. Realizou-se em Kent, Inglaterra e este ano contou com a participação de várias nacionalidades: 12 equipas inglesas, duas francesas, uma finlandesa e três japonesas. As regras são simples: as equipas só podem ter quatro elementos, podem (devem!) mascarar-se e têm de atirar as tartes com a mão esquerda. Recebem seis pontos se acertarem na cara, três abaixo dos ombros e apenas um se acertarem em qualquer outra parte do corpo. O título de campeão mundial foi para os "Coxheath Til I pie", uma equipa da casa.

    Patrícia Almeida