Pequenas grandes histórias

Vão ser retomadas as buscas pelo avião da Malaysia Airlaines que desapareceu em 2014

Vão ser retomadas as buscas pelo avião da Malaysia Airlaines que desapareceu em 2014

A Malásia anunciou hoje que chegou a acordo com a empresa norte-americana Ocean Infinity para a retoma das buscas pelo avião da Malaysia Airlines, que desapareceu sem deixar rasto em 2014, com 239 pessoas a bordo.

"A Ocean Infinity vai assumir as operações de busca pelo MH370 numa área de 25.000 quilómetros quadrados", anunciou o ministro dos Transportes da Malásia, Liow Tiong Lai, em conferência de imprensa, indicando que as buscas vão ser iniciadas em meados deste mês.

Segundo os termos do acordo, a Malásia vai pagar até 70 milhões de dólares à Ocean Infinity, empresa especializada na exploração do fundo marinho, se encontrar destroços ou as caixas negras do avião da Malaysia Airlines dentro de três meses.

De acordo com o ministro dos Transportes malaio, existem 85% de probabilidades de serem encontrados destroços no novo perímetro identificado por peritos.Caso a busca seja infrutífera, a Ocean Infinity, com sede em Houston, não receberá nada.

Essa proposta foi feita depois de, há um ano, Malásia, Austrália e China terem dado por concluída sem êxito a busca pelo avião que operava o voo MH370, após mapearem uma área de 120.000 quilómetros quadrados no oceano Índico, onde podia estar o Boeing 777, desaparecido a 08 de março de 2014 com 239 pessoas a bordo, depois de descolar de Kuala Lumpur rumo a Pequim.

  • "A bebedeira passa, o resto não!"
    2:48

    País

    O INEM socorreu mais de mil menores em coma alcoólico, no ano passado. Por isso, os adolescentes são o alvo da campanha lançada esta sexta-feira pelo Governo: "A bebedeira passa, o resto não!"

  • Sabe que pode estar a pagar 100€ a mais na fatura do gás?
    2:29

    Economia

    A maior parte das empresas fornecedoras de gás continua a cobrar aos clientes a taxa de ocupação do subsolo ao clientes, apesar da lei dizer que deve ser paga pelas empresas desde janeiro de 2017. Cada Câmara Municipal cobra o que entende e há autarquias que não cobram nada. Em alguns casos podemos estar a falar de mais de 8 euros por mês, ou seja, mais de 100 euros por ano.

  • As técnicas e o currículo polémico do Dr. Bumbum
    2:10

    Mundo

    Uma mulher morreu após uma operação aos glúteos, feita na casa de um cirurgião plástico conhecido no Brasil por Dr. Bumbum. Depois de quatro dias em fuga, o homem entregou-se às autoridades. O médico operava as mulheres em casa e no currículo tem um curso que não acabou e pós-graduações que não são reconhecidas.

  • Ir ao Douro e à Nazaré
    25:57
  • O convite que causou surpresa até na Casa Branca
    2:33