sicnot

Perfil

A verdade sobre a mentira

Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade

Hoje no Jornal da Noite

Tudo isto circula na internet. Nada disto é verdade

O suposto apoio do Papa a Donald Trump. O santo padre que teria cancelado a viagem a Portugal. A alegada ligação entre Hillary Clinton e um agente do FBI que se suicidou... As notícias falsas estão em destaque na Grande Reportagem SIC de logo à noite. 

"A Verdade sobre a mentira" mostra quem as faz e quem as partilha, coloca em cima da mesa os riscos para a democracia, assinala os desafios e ponta aquele que pode vir a ser o caminho.

  • Os políticos e as notícias falsas

    A verdade sobre a mentira

    É a política um dos alvos da sátira, do humor, mas também da mentira e falsidade. São, igualmente, muitos os deputados, entre os 230 que estão na Assembleia da República, ou entre os dirigentes partidários, que recorrem às redes sociais para ver o que se escreve e para escrever o que há para se dizer. Alguns dos rostos que têm uma voz ativa no mundo online relatam à SIC histórias, momentos, curiosidades e preocupações. As notícias falsas apresentam-se como um perigo para o funcionamento da democracia, às quais a política não fica imune.

  • "Para a maioria das pessoas, a diferença entre informação falsa e real é muito pequena"
    16:18

    A verdade sobre a mentira

    Especialista em literacia mediática, antigo jornalista na BBC, professor na Universidade do Minho, Luís António Santos contextualiza a realidade das notícias falsas, aponta responsabilidades e indica caminhos. "Este espaço está em vazio porque para a maioria das pessoas, a diferença entre a informação falsa e a informação real já é muito pequena. E isso é uma tragédia muito grande. Isso é o problema de fundo do jornalismo hoje em dia", diz o docente, em entrevista à SIC. Ele próprio, confessa nesta conversa, já tropeçou na falsidade que circula nas redes sociais. "As não verdades, as mentiras, espalham-se com grande velocidade", sublinha.

  • Os jornalistas "têm de defender a sua dama, mesmo que já não haja ninguém a ouvi-los"
    9:50

    A verdade sobre a mentira

    "Antes de ser uma crise do jornalismo, é uma crise dos leitores". É esta a convicção do jornalista, comentador, escritor. Miguel Sousa Tavares não tem Facebook. "É uma atitudade se sanidade mental. Porque eu gosto e preciso de estar informado e sei, por princípio, que se for ler coisas nas redes sociais sou capaz de acreditar naquilo e aquilo é capaz de ser falso", realça nesta conversa com a SIC. De forma simples e clara, realça o que entende que precisa de ser feito: "A coisa principal é os jornalistas meterem na cabeça que estão num combate de trincheiras e não podem arredar pé. Têm de defender a sua dama, mesmo que já não haja ninguém a ouvi-los".

  • Finalistas de Comunicação Social apanhados de surpresa com o que circula na Net
    1:38

    A verdade sobre a mentira

    Já perto de fecharem o livro do ensino universitário, preparam-se para bater à porta do jornalismo. Alunos do 3º ano de Comunicação Social, da Universidade Nova de Lisboa, assistem a uma aula sobre notícias falsas. Apanhados de surpresa com algumas das armadilhas que circulam na rede, espalhadas em plataformas como o Facebook ou o Twitter. Alguns reconhecem que já partilharam falsas notícias, estórias sem um fundo de verdade. Muitos dizem ter cuidado com o que colocam nos espaços pessoais, outros garantem que duvidam de muito do que se encontra nas redes sociais. Quase todos não esperavam encontrar parte do que lhes foi mostrado, durante esta aula.

  • Carlos César admite diálogo "mais fácil" com PSD de Rio
    1:36

    País

    O presidente e líder parlamentar do PSD diz que o partido não precisa de novos aliados, mas acredita que vai ser mais fácil dialogar com o PSD liderado por Rui Rio, Carlos César visitou esta segunda-feira as regiões afetadas pelos incêndios do ano passado, no primeiro dia das jornadas parlamentares dos socialistas.

  • Benfica é o único clube português na lista dos mais ricos
    1:34
  • Papa pede perdão a vítimas de abusos por ter usado expressão "menos feliz"
    1:21

    Mundo

    No final da visita à América Latina, já no avião de regresso a Roma, o Papa Francisco pediu desculpa às vítimas de abusos sexuais no Chile. O líder da Igreja católica considerou que utilzou uma expressão menos "feliz" quando saiu em defesa do bispo Juan Barros, exigindo "provas" a quem o acusa de não ter agido.

  • Os três pontos de Ronaldo
    1:16
  • Decifrado pergaminho encontrado há 50 anos

    Mundo

    Investigadores israelitas reconstituíram e decifraram um dos dois manuscritos de pergaminhos do Mar Morto que nunca tinham sido interpretados desde que foram descobertos há meio século, anunciou a universidade israelita de Haifa.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC