sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

Blake Lively eternamente jovem

Cartaz Cinema

Blake Lively eternamente jovem

Em “A Vida de Adaline”, Blake Lively interpreta uma mulher que, na sequência de um acidente, deixa de envelhecer... João Lopes comenta as principais novidades da semana, destacando ainda o lançamento em DVD de “E Agora? Lembra-me”, de Joaquim Pinto, um dos mais premiados títulos portugueses de anos recentes.

Lee Toland Krieger dirige “A Vida de Adaline”, uma história ao mesmo tempo romântica e fantástica em que uma mulher se mantém eternamente jovem — é uma aposta num cinema nostálgico que confirma Blake Lively, no papel central, como uma das mais talentosas actrizes da sua geração.

“Éden”, de Mia Hansen-Løve, surge como uma proposta invulgar, conciliando memórias sociais e musicais. Trata-se de evocar a cena musical do chamado “French House”, movimento de renovação das electrónicas que, entre outros, revelou os Daft Punk.

O sueco Göran Hugo Olsson revisita as guerras coloniais das décadas de 1960/70, para tal recorrendo a materiais de arquivo dos conflitos que marcaram o fim dos impérios coloniais. Como inspiração política, o filme cita o livro “Os Condenados da Terra” (1961), de Frantz Fanon.

No capítulo dos super-heróis, “Os Vingadores: A Era de Ultron” é a primeira proposta da chamada temporada de Verão — com realização de Joss Whedon, trata-se de mais uma aposta dos estúdios da Marvel, relançando algumas das principais personagens da sua BD.

“E Agora? Lembra-me”, de Joaquim Pinto, foi um dos títulos dos últimos anos que mais projectou a produção portuguesa a nível internacional. Já editado em DVD, desenvolve uma narrativa íntima sobre um período de tratamento contra o vírus do VIH.

* Banda sonora: “Anima Mundi” (1992), de Godfrey Reggio - “Perpetual Motion”, Philip Glass

  • PS acusa PSD e CDS de falta de agenda política
    1:01

    Caso CGD

    O PS considera o anúncio desta nova comissão parlamentar de inquérito à Caixa Geral de Depósitos um ataque doentio de PSD e CDS ao ministro das Finanças, que visa apenas desviar as atenções dos bons resultados da economia portuguesa. O deputado socialista João Paulo Correia diz que falta agenda política aos partidos de direita.

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas

    Mundo

    As mulheres heterossexuais têm menos orgasmos que as lésbicas ou bissexuais, ou mesmo que todos os homens hetero, homo ou bissexuais. O estudo que dá conta desta realidade revela também o que fazer para aumentar as hipóteses de uma mulher alcançar um orgasmo.