sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

O cinema no alto das Torres Gémeas

Cartaz Cinema

O cinema no alto das Torres Gémeas

A lendária travessia no arame, ligando as Torres Gémeas do World Trade Centre, é agora o tema central do filme “O Desafio”. João Lopes destaca as principais novidades da semana, incluindo o filme-memória de Manuel Mozos sobre João Bénard da Costa.

Com “O Desafio”, Robert Zemeckis evoca a proeza de Phillipe Petit, a 7 de Agosto de 1974, atravessando um arame que ligava as Torres Gémeas do World Trade Center — um monumental espectáculo em 3D, concebido para a grandeza dos ecrãs IMAX, com Joseph Gordon-Levitt a interpretar a figura de Petit.

Johnny Depp está de volta em mais um papel de grande transfiguração física: em “Jogo Sujo”, Depp interpreta Joseph ‘Whitey’ Bulger, gangster que marcou a ferro e fogo a paisagem urbana de Boston nas décadas de 70/80 — Scott Cooper assina a realização.

“Por Aqui e por Ali”, de Ken Kwapis, evoca em tom de comédia uma viagem a pé, no seio de uma natureza deslumbrante, empreendida pelo escritor Bill Bryson, na companhia de um velho amigo — Robert Redford (no papel de Bryson) e Nick Nolte são os protagonistas.

Também esta semana, chega às salas o volume 3 de “As Mil e uma Noites”, de Miguel Gomes — é a conclusão de uma invulgar saga cinematográfica sobre o presente português, contada num tom que combina a crueza do realismo com os prazeres da fantasia.

Ainda em português, redescobrimos a herança cinéfila de João Bénard da Costa (1935-2009) através de uma evocação assinada por Manuel Mozos: “João Bénard da Costa: Outros Amarão as Coisas que Eu Amei” é também uma viagem através de alguns dos filmes clássicos que marcaram uma visão muito pessoal do cinema e da vida.

Na área do DVD, o destaque vai para “Phoenix”, produção alemã dirigida por Christian Petzold e centrada numa notável composição de Nina Hoss — em cena as convulsões emocionais da Alemanha pós-Segunda Guerra Mundial.

* Banda sonora: “Nove Semanas e Meia” (1986), de Adrian Lyne

> “Slave to Love”, Bryan Ferry

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Pyongyang cria vídeo a simular ataque a navios dos EUA
    2:00

    Mundo

    Os Estados Unidos da América pretendem reforçar as sanções à Coreia do Norte e investir nos esforços diplomáticos. Contudo, a tensão militar persiste. Pyongyang emitiu um vídeo em que simula um ataque a navios norte-americanos.

  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.