sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

Christian Bale no labirinto de Hollywood

cartaz cinema

Christian Bale no labirinto de Hollywood

“Cavaleiro de Copas” é uma fascinante aventura existencial, centrada na personagem de um argumentista que procura refazer o seu trabalho do labirinto de Hollywood. João Lopes comenta as principais novidades da semana, incluindo uma nova proposta do cinema português, “Gelo”, com assinatura de Luís e Gonçalo Galvão Teles.

Em momento de balanço dos Oscars, surge o filme “A Força da Verdade”, com Will Smith, um dos títulos que ficou fora da corrida — o seu tema central, muito polémico nos EUA, é o modo como a prática do futebol (americano) tem gerado graves lesões cerebrais em muitos dos seus atletas.

O cinema americano, através dos bastidores de Hollywood, está em cena em “Cavaleiro de Copas”, com Christian Bale a interpretar um argumentista compelido a reflectir sobre os prós e contras da sua trajectória profissional. Com assinatura de Terrence Malick, este é um filme que prolonga as experiências dos seus títulos anteriores, “A Árvore da Vida” (2011) e “A Essência do Amor” (2012).

“Meu Rei”, de Maïwenn, retrata as atribulações de uma mulher atingida por uma perturbante crise psicológica. A interpretação de Emmanuelle Bercot valeu-lhe, em Cannes/2015, o prémio de melhor interpretação feminina (ex-aequo com Rooney Mara, em “Carol”).

O cinema português continua a propor experiências originais. Com “Gelo”, Luís e Gonçalo Galvão Teles (duas gerações, pai e filho, envolvidas na realização), encenam uma história romântica que se vai transformando numa aventura com componentes de ficção científica — Ivana Baquero, Afonso Pimentel e Albano Jerónimo lideram o elenco.

* Banda sonora: “Aconteceu no Oeste” (1968), de Sergio Leone

> “L’Uomo dell’ Armonica”, Ennio Morricone

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".