sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:30

Cartaz

Redescobrindo o génio de Eisenstein

CARTAZ CINEMA

Redescobrindo o génio de Eisenstein

Sergei Eisenstein (1898-1948) é um dos autores em destaque no Ciclo do Grande Cinema Russo, a decorrer em salas de Lisboa e Porto. João Lopes comenta as principais novidades da semana, incluindo “A Lei do Mercado”, que valeu a Vincent Lindon o prémio de melhor actor no Festival de Cannes de 2015.

Podemos ver ou rever o génio criativo de Sergei Eisenstein através de “Alexandre Nevsky” (1938) e “Ivan, o Terrível” (1945), a passar em cópias restauradas no Ciclo do Grande Cinema Russo. O evento inclui ainda outros clássicos como Dziga Vertov e Boris Barnet, a par de Sergei Bondarchuk, Larisa Chepitko e Nikita Mikhalkov.

Vincent Lindon interpreta um vigilante de um hiper-mercado no filme francês “A Lei do Mercado”, de Stéphane Brizé — um retrato íntimo de uma situação laboral de crise que, além do mais, confirma a importância estética e temática do realismo na actual produção europeia.

“Cemitério do Esplendor” é mais um exemplo da singularidade da obra do tailandês Apichatpong Weerasethakul (apresentado na selecção oficial de Cannes/2015). Em cena está o dia a dia de um hospital que acolhe militares feridos, num registo em que a vida comum vai sendo assombrada pelos fantasmas do mundo espiritual.

Richard Linklater, o cineasta de “Boyhood” (2014), continua apostado em retratar as peculiaridades das gerações mais jovens. Agora, em “Todos Querem o Mesmo”, faz a crónica bem disposta de um grupo de adolescentes à beira de entrar na vida universitária. Como complemento, é exibido “Balada de um Batráquio”, o filme com que Leonor Teles arrebatou o Urso de Ouro de melhor curta-metragem, no passado mês de Fevereiro, no Festival de Berlim.

* Banda sonora: “American Psycho” (2000), de Mary Harron

> “Something in the Air”, David Bowie

  • O encontro emocionado de Marcelo com a mãe de uma das vítimas dos fogos
    0:30
  • Proteção Civil garante que já não há desaparecidos
    1:40
  • "Depois de sair da autoestrada o vidro do carro ainda estava a ferver"
    2:01
  • "O fogo chegou de repente. Foi um demónio"
    2:15
  • O desabafo de um empresário que perdeu "uma vida inteira de trabalho" no fogo
    2:08
  • O testemunho emocionado de quem perdeu quase tudo
    2:10
  • As comunicações entre operacionais no combate às chamas em Viseu
    2:27
  • Houve "erros defensivos que normalmente a equipa não comete"
    0:38

    Desporto

    No final do jogo, quando questionado sobre a ausência de Casillas no onze do FC Porto, Sérgio Conceição referiu que a equipa apresentada era aquela que lhe oferecia garantias. Quanto ao jogo, o treinador portista reconheceu que a equipa cometeu vários erros defensivos.

  • "Cometemos erros e há que tentar corrigi-los"
    0:41

    Desporto

    No final do jogo em Leipzig, Iván Marcano desvalorizou a ausência de Iker Casillas e entendeu que o facto de o guarda-redes ter ficado no banco não teve impacto na equipa. Já sobre o jogo, o central espanhol garantiu que não correu da forma como os jogadores esperavam.

  • Norte-americana foi à discoteca e tornou-se princesa

    Mundo

    A história de Ariana Austin é quase como um conto de fadas moderno. A jovem vai até ao baile, onde conhece o seu príncipe. Só que a norte-americana foi a uma discoteca e, na altura, não sabia que Joel Makonnen era na verdade um príncipe da Etiópia e que casaria com ele 12 anos depois, tornando-se também ela numa princesa.