sicnot

Perfil

cartaz.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

Redescobrindo o génio de Eisenstein

CARTAZ CINEMA

Redescobrindo o génio de Eisenstein

Sergei Eisenstein (1898-1948) é um dos autores em destaque no Ciclo do Grande Cinema Russo, a decorrer em salas de Lisboa e Porto. João Lopes comenta as principais novidades da semana, incluindo “A Lei do Mercado”, que valeu a Vincent Lindon o prémio de melhor actor no Festival de Cannes de 2015.

Podemos ver ou rever o génio criativo de Sergei Eisenstein através de “Alexandre Nevsky” (1938) e “Ivan, o Terrível” (1945), a passar em cópias restauradas no Ciclo do Grande Cinema Russo. O evento inclui ainda outros clássicos como Dziga Vertov e Boris Barnet, a par de Sergei Bondarchuk, Larisa Chepitko e Nikita Mikhalkov.

Vincent Lindon interpreta um vigilante de um hiper-mercado no filme francês “A Lei do Mercado”, de Stéphane Brizé — um retrato íntimo de uma situação laboral de crise que, além do mais, confirma a importância estética e temática do realismo na actual produção europeia.

“Cemitério do Esplendor” é mais um exemplo da singularidade da obra do tailandês Apichatpong Weerasethakul (apresentado na selecção oficial de Cannes/2015). Em cena está o dia a dia de um hospital que acolhe militares feridos, num registo em que a vida comum vai sendo assombrada pelos fantasmas do mundo espiritual.

Richard Linklater, o cineasta de “Boyhood” (2014), continua apostado em retratar as peculiaridades das gerações mais jovens. Agora, em “Todos Querem o Mesmo”, faz a crónica bem disposta de um grupo de adolescentes à beira de entrar na vida universitária. Como complemento, é exibido “Balada de um Batráquio”, o filme com que Leonor Teles arrebatou o Urso de Ouro de melhor curta-metragem, no passado mês de Fevereiro, no Festival de Berlim.

* Banda sonora: “American Psycho” (2000), de Mary Harron

> “Something in the Air”, David Bowie

  • Marine Le Pen diz que Brexit terá efeito dominó na UE
    0:39

    Brexit

    Marine Le Pen diz que o Brexit vai ter um efeito dominó na União Europeia. Durante um congresso da extrema-direita, a lider da Frente Nacional francesa afirmou que a Europa vai despertar este ano em que estão marcadas eleiçoes em vários países, como a Alemanha e a Holanda.