sicnot

Perfil

cartaz.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 16:25

Cartaz

Richard Gere interpreta um sem-abrigo

Cartaz Cinema

Richard Gere interpreta um sem-abrigo

É um dos maiores desafios da carreira de Richard Gere: em “Viver à Margem”, ele interpreta um sem-abrigo à deriva nas ruas de Nova Iorque. João Lopes comenta as principais novidades da semana, incluindo “Axilas”, o filme final de José Fonseca e Costa.

Oren Moverman escreveu e dirigiu “Viver à Margem”, um retrato tocante da existência de um sem-abrigo, em Nova Iorque. Magnificamente interpretado por Richard Gere, o filme conta ainda com as participações de Ben Vereen, Jena Malone e Steve Buscemi.

“Janis: Little Girl Blue” é um documentário, dirigido por Amy Berg, que evoca o génio musical e interpretativo de Janis Joplin (1943-1970). Na banda sonora, muitas cartas e outros escritos do seu espólio são lidos por Cat Power.

Falecido em finais de 2015, José Fonseca e Costa já não pôde concluir o filme “Axilas”. Paulo MilHomens assumiu as tarefas de acabamento, rodando algumas cenas adicionais e coordenando a montagem final. Com Pedro Lacerda no papel principal, este é um conto sobre os enigmas e fantasmas das relações masculino/feminino.

“Asas” (1966), de Larisa Shepitko surge como mais um título em evidência no ciclo de ‘Grande Cinema Russo’: um retrato íntimo de uma mulher que, na sua juventude, em pleno período estalinista, foi uma heroína da aviação.

No DVD, o destaque vai para “Os Combatentes” (2014), primeira longa-metragem de Thomas Cailley consagrada nos Césares do cinema francês — uma história de amores e desamores protagonizada por Adèle Haenel, um dos grandes valores da geração mais jovem de intérpretes franceses.

* Banda sonora: “Rio 2” (2014), de Carlos Saldanha

> “Red Bullies”, UATKI

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Dissolução da União Soviética aconteceu há 25 anos

    Mundo

    Assinalaram-se esta quinta-feira 25 anos desde o fim do acordo que sustentava a União Soviética. A crise começou em 80, mas aprofundou-se nos anos 90 com a ascensão de movimentos nacionalistas em praticamente todas as repúblicas soviéticas.