sicnot

Perfil

Cartaz

Cinema italiano encena drama na Albânia

Cartaz de Cinema

Cinema italiano encena drama na Albânia

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

Alba Rohrwacher é a actriz principal de “Virgem Prometida”, um drama que começa numa zona montanhosa da Albânia. João Lopes comenta as principais novidades da semana, destacando a estreia da produção alemã “Irmãs Amadas”, que evoca a vida amorosa do poeta Frierich Schiller, e a adaptação do best-seller “A Rapariga no Comboio”.

“Virgem Prometida”, de Laura Bispuri, encena a trajectória dramática de uma mulher albanesa que, por recusar submeter-se a um casamento imposto pela tradição, é compelida a uma existência sem sexo em que, além do mais, se deve comportar como um homem — um filme italiano, invulgar e perturbante, com Alba Rohrwacher no papel central.

A produção alemã “Irmãs Amadas”, de Dominik Graf, evoca o poeta Friedrich Schiller, em particular através da sua relação com duas irmãs — uma história pré-romântica sobre uma utopia amorosa que defende um retorno aos valores individuais e à comunhão com a natureza.

“Boi Neon”, de Gabriel Mascaro, é um raro exemplo da actual produção brasileira que consegue chegar ao mercado português. Nele se encenam as chamadas “vaquejadas” (espectáculos com cavalos e bois) do nordeste brasileiro, num tom dramático recheado de elementos documentais.

Com Geoffrey Rush, Miranda Otto e Sam Neill, “A Filha” aposta na possibilidade de adaptar a peça “O Pato Selvagem”, do norueguês Henrik Ibsen (1828-1906), ao nosso presente — Simon Stone assina adaptação e a realização.

Esta é também a semana em que chega às salas escuras a adaptação do best-seller de Paula Hawkins, “A Rapariga no Comboio” — uma proposta de mistério e “suspense” dirigida por Tate Taylor, o realizador de “As Serviçais” (2011). Emily Blunt lidera o elenco que inclui, entre outros, Justin Theroux, Haley Bennett e Rebecca Ferguson.

Entretanto, ao DVD já chegou “The Revenant – O Renascido”, o filme de Alejandro G. Iñárritu, com Leonardo DiCaprio, que aposta numa revisitação dos tempos dramáticos da expansão para Oeste. Entre os extras, inclui-se um documentário sobre as agrestes condições da rodagem em cenários naturais.

* Banda sonora: “O Bebé de Bridget Jones” (2016), de Sharon Maguire

> “I Heard it Through the Grapevine’”, Marvin Gaye

  • Derrocada em São Pedro de Moel coloca habitações em risco
    2:13