sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:30

Cartaz

O regresso apoteótico de “Blade Runner”

Cartaz Cinema

O regresso apoteótico de “Blade Runner”

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

“Blade Runner 2049” é uma apoteose de técnica e espectáculo, prolongando as aventuras narradas no filme original, lançado em 1982. João Lopes destaca ainda a estreia de “Borg vs. McEnroe”, sobre a rivalidade entre os dois tenistas, e a edição em DVD de três títulos portugueses com chancela da Academia Portuguesa de Cinema.

Foi o canadiano Denis Villeneuve a retomar a herança de “Blade Runner” (1982), de Ridley Scott — o novo “Blade Runner 2049” prolonga a história de humanos e humanóides num futuro hiper-vigiado. O herói é, desta vez, interpretado por Ryan Gosling, mas Harrison Ford também está presente, retomando a personagem que interpretara no filme original.

Através de “Borg vs. McEnroe”, o realizador Janus Metz retrata a rivalidade de dois grandes tenistas — o sueco Björn Borg e o americano John McEnroe — e, muito em particular, o seu épico confronto na final do torneio de Wimbledon, em 1980. Os papéis de Borg e McEnroe estão entregues, respectivamente, a Sverrir Gudnason e Shia LaBeouf.

“Al Berto”, de Vicente Alves do Ó, evoca a fascinante personagem do poeta Al Berto (1948-1997), com especial incidência no período da segunda metade da década de 70 em que viveu em Sines — um retrato individual e uma memória colectiva de alguns anos atribulados da sociedade portuguesa.

Na área do DVD, merece especial destaque o lançamento de uma colecção de filmes portugueses com chancela da Academia Portuguesa de Cinema. Os primeiros títulos publicados são “A Mulher do Próximo” (1988), de José Fonseca e Costa, “Manhã Submersa” (1980), de Lauro António, e “Domingo à Tarde” (1966), de António de Macedo.

* Banda sonora: “Blade Runner” (1982), de Ridley Scott

> “End Titles”, Vangelis

  • Novo Banco vai reestruturar dívida de Luís Filipe Vieira
    1:22

    Desporto

    O Novo Banco vai reestruturar parte da dívida da empresa de Luís Filipe Vieira, que ronda os 400 milhões de euros. Parte dos ativos da empresa foram transferidos para um fundo para serem rentabilizados no prazo de cinco anos. Esse fundo está a ser gerido pelo vice-presidente do Benfica.

  • Dono de fábrica que ardeu na Anadia diz que produção não vai ser afetada
    2:04
  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espirito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espirito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Tragédia em Vila Nova da Rainha aconteceu há uma semana
    7:18
  • Caso que está a gerar tensão entre Angola e Portugal chega a tribunal 2ª.feira
    1:32

    País

    O julgamento da Operação Fizz começa esta segunda feira numa altura em que o tribunal da Relação ainda não decidiu se aceita o pedido de Luanda para que Manuel Vicente seja julgado em Angola. O Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa foi arrolado pelo tribunal como testemunha e já respondeu por escrito. O processo será julgado no tribunal da comarca de Lisboa pelo coletivo de juízes formado por Alfredo Costa, Helena Pinto e Ana Guerreiro da Silva, estando o Ministério Público representado pelo procurador José Góis.

  • Mais de 60% dos jovens não usam preservativo
    1:42

    País

    Mais de 60% dos jovens portugueses não usam preservativo e mais de um quarto acredita que a sida se pode transmitir pelo uso partilhado de copos ou talheres. São resultados de um estudo da Universidade de Lisboa que inquiriu 116 jovens dos 18 aos 24 anos, dos 18 aos 24 anos de todas as regiões e ilhas, estudantes universitários, mas também do programa Escolhas, que abrange uma população mais desfavorecida.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52