sicnot

Perfil

CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:30

Cartaz

André Téchiné filma a intimidade da juventude

Cartaz Cinema

André Téchiné filma a intimidade da juventude

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

“Quando se Tem 17 Anos” prolonga a subtil visão do mundo da adolescência pelo francês André Téchiné. João Lopes destaca também a estreia do novo filme da francesa, de ascendência portuguesa, Laurence Ferreira Barbosa, e a edição em DVD do primeiro trabalho de Robert Redford como realizador.

Das emoções mais delicadas à descoberta da sexualidade, André Téchiné é um cineasta que sabe filmar a intimidade da juventude. “Quando se Tem 17 Anos” é mais um notável exemplo da sua visão, como sempre apoiado no trabalho de talentosos actores, como os jovens Corentin Fila e Kacey Mottet Kline — é um filme próximo de “Os Juncos Silvestres” (1994), um dos maiores sucessos da sua carreira.

Laurence Ferreira Barbosa propõe-nos o retrato de uma jovem portuguesa de segunda geração, nascida em França, exponso em particular a sua relação amarga e doce com as raízes familiares, em Portugal: “Todos os Sonhos do Mundo” é um drama subtil sobre a descoberta da identidade, com Paméla Constantino Ramos no papel central.

“O Outro Lado da Esperança” renova o estilo inconfundível do finlandês Aki Kaurismaki. Desta vez, num misto de drama e humor, ele encena a odisseia de um refugiado sírio, enfrentando as dificuldades de integração na Finlândia — o filme valeu a Kaurismaki o prémio de realização no Festival de Berlim.

O comediante paquistanês Kumail Najiani inspirou-se na sua história pessoal, em particular na relação amorosa com uma mulher americana, para escrever o argumento de “Amor de Improviso” — o resultado é uma comédia de costumes protagonizada pelo próprio Najiani, com realização de Michael Showalter.

Esquecemo-nos, por vezes, que o actor Robert Redford é também um talentoso cineasta, com uma obra desenvolvida ao longo de mais de três décadas. A sua primeira realização, “Gente

Vulgar” (1980), chegou ao mercado do DVD, permitindo-nos admirar a sua capacidade para encenar um invulgar drama familiar. O filme arrebatou quatro Oscars, incluindo melhor filme e melhor realização.

* Banda sonora: “O Tempo Reencontrado” (1999), de Raul Ruiz

> “Le Temps Retrouvé”, Natalie Dessay

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27