CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:30

Cartaz

Wes Anderson encena fábula com cães

Wes Anderson encena fábula com cães

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

Com “Ilha dos Cães”, o americano Wes Anderson regressa à animação com pequenos bonecos animados, conhecida pela designação técnica “stop motion”. João Lopes destaca ainda a estreia de “A Morte de Estaline”, uma reflexão muito sarcástica sobre os bastidores do poder político na URSS.

Regressando à animação, Wes Anderson filma a história de um regime repressivo que privilegia os gatos e envia os cães para uma ilha que é uma lixeira: “Ilha dos Cães” é mais uma proposta original de um dos mais importantes cineastas independentes da actualidade.

Com o seu peculiar gosto para desmontar os bastidores da política, Armando Iannucci assina uma comédia desconcertante sobre as convulsões do poder soviético em 1953: “A Morte de Estaline” combina a evocação histórica com o mais implacável humor.

Na tradição do melodrama familiar italiano, Gabriel Muccino propõe o retrato de uma família que se reúne para assinalar os 50 anos do casamento do avô e da avó: “Cá por Casa Tudo Bem” é um filme amargo e doce sobre as relações mais íntimas.

Anthony Russo e James Russo são os responsáveis por “Vingadores: Guerra do Infinito”: a nova proposta dos estúdios Marvel reúne uma colecção de super-heróis empenhados em salvar o planeta Terra da destruição total.

No DVD, o destaque vai para “O Jardim da Esperança”, uma realização de Niki Caro, com Jessica Chastain e Johan Heldenberg — nele encontramos o retrato do casal que dirigia o Zoo de Varsóvia durante a Segunda Guerra Mundial, salvando muitos judeus da deportação para os campos da morte montados pelos nazis.

* Banda sonora: “Fim de Semana” (1967), de Jean-Luc Godard

> “Alice au pays des syllogismes”, Antoine Duhamel