CAPA_SITE_02.jpg

Cartaz

SEGUNDA A SEXTA 14:30

Cartaz

Documentário evoca repressão da PIDE

Documentário evoca repressão da PIDE

João Lopes

João Lopes

Crítico de cinema

“Luz Obscura” é mais uma proposta documental de Susana de Sousa Dias, evocando os mecanismos de repressão do Estado Novo. João Lopes destaca ainda a estreia de “Frantz”, de François Ozon, e o lançamento em DVD do polémico “Mãe!”, de Darren Aronofsky.

Depois de “48” (2010), Susana de Sousa Dias volta a trabalhar sobre materiais provenientes dos arquivos da PIDE. A acção repressiva da polícia política do Estado Novo surge, desta vez, através dos testemunhos dos filhos de Octávio Pato — é evocado, em particular, o período em que o militante comunista esteve preso e foi torturado.

O francês François Ozon está de regresso através de um melodrama de guerra inspirado em “Broken Lullaby” (1932), de Ernst Lubitsch. No centro da acção está a relação dramática entre dois soldados, um francês, outro alemão, ambos combatentes na Primeira Guerra Mundial.

“Mãe!”, de Darren Aronofsky, foi, por certo, um dos títulos mais polémicos da produção americana de 2017. Já disponível em DVD, o filme encena as atribulações de um casal cuja casa é invadida por estranhos que se entregam a inquietantes rituais — com Jennifer Lawrence e Javier Bardem nos papéis centrais.

* Banda sonora: “2001: Odisseia no Espaço” (1968), de Stanley Kubrick

> “Trip to the Moon”, Alex North

  • Maior avião de passageiros do mundo aterra hoje em Portugal
    1:09
  • Cristas ataca Costa com "logro" da saúde e o "pântano" de Tancos
    1:39

    País

    A líder do CDS diz que o Governo de António Costa está esgotado e que o país está pior agora do que no período da troika. Acusações feitas no encerramento do congresso do partido na Madeira, onde Assunção Cristas afirmou que quer voltar a eleger um deputado pela região autónoma.