sicnot

Perfil

E se fosse consigo?

Há ou não racismo em Portugal?

E Se Fosse Consigo?

Há ou não racismo em Portugal?

E SE FOSSE CONSIGO?, o programa que a SIC vai estrear na segunda feira, 18 de Abril, pelas 20:50, lançou já o debate: somos ou não um país racista? De que forma se revelam e manifestam esses comportamentos?

Centenas de milhares de pessoas já viram os vídeos de lançamento do programa E Se Fosse Consigo?

O debate chegou em força às redes sociais, as opiniões sobrepõem-se ou dividem-se, como em todos os assuntos pouco estudados e discutidos.

Há a convicção de que os portugueses se consideram um povo tolerante e integrador. Mas será mesmo assim?

Nas relações sociais, no momento de arranjar emprego ou de fazer a lista de deputados, será que a cor da pele não pesa nos critérios, nas escolhas, nas decisões?

Mesmo antes da estreia, a discussão sobre o tema está em cima da mesa. A forma como o Senhor Silva, cozinheiro num restaurante em Lisboa, analisa a questão (no vídeo) traduz certamente o que muitos portugueses pensam sobre o assunto.

Os resultados de uma sondagem que a SIC vai divulgar no Primeiro Jornal de sábado confirmam a tese de que em Portugal é política e socialmente incorreto assumir e defender publicamente comportamentos racistas.

Ao contrário de outros países, em que a discriminação racial entrou de forma clara no discurso político (o exemplo mais brutal é o programa do The Finns Party, na Finlândia, que chegou a defender a esterilização dos emigrantes africanos), por cá, a grande maioria dos entrevistados diz rejeitar o racismo. “E se um dia a sua filha lhe aparecer em casa com um namorado de outra cor?”. O incómodo da maioria é evidente nas respostas.

  • Há ou não racismo em Portugal?
    1:55

    Racismo

    O racismo é o tema do primeiro programa E SE FOSSE CONSIGO?, a estrear na segunda feira, 18 de Abril, pelas 20:50, em simultâneo na SIC e na SIC Notícias. Logo a seguir, a SIC Notícias, abre espaço a um debate, moderado pela coordenadora e apresentadora do programar Conceição Lino. Mesmo antes da estreia, a discussão sobre o tema, o racismo em Portugal, está lançado.

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.