E se fosse consigo?

Luís Henriques ficou de fora em concursos de emprego onde "era o melhor"

Luís Henriques ficou de fora em concursos de emprego onde "era o melhor"

Luís Henriques desde que se lembra foi tratado da mesma maneira que os dois irmãos. A irmã mais velha que os criou nunca o protegeu por ser diferente. Na escola foi difícil. A crueldade dos miúdos magoa. As próteses nas pernas e a falta de dedos tornava-o diferente aos olhos das "crianças ditas normais". Em adulto, já esteve duas vezes desempregado, mas não desistiu. Estudou. Em vários concursos de emprego onde diz que "era o melhor" ficou de fora. Não pelas suas capacidades, mas "pela ignorância das pessoas". Hoje é efectivo numa grande empresa "mas quer muito mais".