sicnot

Perfil

Os jovens e o álcool

Entrevista alargada a Ana Luzia Martins

E SE FOSSE CONSIGO?

Entrevista alargada a Ana Luzia Martins

Bebia porque era feliz assim, bebia para gostar dela própria, ou para que os outros gostassem dela. Aos 15 anos, não gostou do sabor do álcool mas depois começou a ser escrava da "sensação maravilhosa". Bebeu porque quis, porque o corpo lhe pedia, porque não tinha força para dizer não. Mais de 20 anos depois de ter bebido o primeiro copo, Ana Luzia partilha episódios de uma vida regada a álcool, dos tratamentos e da recuperação. Só parou há cinco anos e tem muito medo de uma gota que seja.