sicnot

Perfil

esefoosseconsigo.png

E se fosse consigo?

2ª FEIRA APÓS JORNAL DA NOITE

Racismo

Há ou não racismo em Portugal?

Há ou não racismo em Portugal?

O racismo é o tema do primeiro programa E SE FOSSE CONSIGO?, a estrear na segunda feira, 18 de Abril, pelas 20:50, em simultâneo na SIC e na SIC Notícias. Logo a seguir, a SIC Notícias, abre espaço a um debate, moderado pela coordenadora e apresentadora do programar Conceição Lino. Mesmo antes da estreia, a discussão sobre o tema, o racismo em Portugal, está lançado.

Centenas de milhares de pessoas já viram os vídeos de lançamento do programa nas redes sociais, em que as opiniões já se cruzam.

Os portugueses orgulham-se de ser um povo tolerante e integrador. Mas será mesmo assim?

Nas relações sociais, no momento de arranjar emprego ou de fazer a lista de deputados, será que a cor da pele não pesa nos critérios, nas escolhas, nas decisões?

As opiniões divergem. Os alunos da turma CLH, do 11º ano Agrupamento de Escolas do Forte da Casa, que há dias discutiram o tema na sala de aula, são um bom exemplo de como os jovens encaram o preconceito.

  • Passos nega que resultado das autárquicas ponham em causa liderança do PSD
    7:46
  • PS e PSD trocam acusações sobre Tancos
    1:18
  • Homens vítimas de violência doméstica
    31:17
  • Marcelo mergulha na baía de Luanda
    0:45
  • Marcelo garante que relações com Angola "estão vivas"
    1:50

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa sublinhou esta segunda-feira as boas relações entre Portugal e Angola. À chegada a Luanda para a posse do novo Presidente angolano João Lourenço, o chefe de Estado português aproveitou para tomar um banho de mar.

  • Défice chegou aos 2.034 milhões em agosto
    1:51

    Economia

    O défice do Estado caiu 1.900 milhões de euros até agosto, em comparação com o ano passado. A recuperação da economia ajudou a baixar o défice, com mais receitas e impostos acima do esperado. Já a despesa pública ficou praticamente inalterada e os pagamentos do Estado em atraso subiram.

  • Morreu a egípcia que chegou a pesar 500 quilos

    Mundo

    A egípcia Eman Ahmed Abd El Aty, de 37 anos, que chegou a pesar 500 quilos, morreu num hospital de Abu Dabi, nos Emirados Árabes Unidos, devido a complicações cardíacas na sequência do seu excesso de peso.