sicnot

Perfil

600.jpg

Eleições EUA

TODOS OS DIAS 1:00

Eleições EUA

Bernie Sanders entra amanhã na campanha de Hillary Clinton

O aspirante a candidato democrata para as presidenciais norte-americanas Bernie Sanders vai juntar-se à concorrente do mesmo partido, Hillary Clinton, na campanha presidencial de terça-feira, em que é esperado que anuncie o apoio à rival.

© Brian Snyder / Reuters

As duas campanhas do partido Democrata garantiram hoje que Bernie Sanders vai juntar-se à ex-secretária de Estado dos EUA numa escola secundária, na cidade de Portsmouth, com o objetivo de "discutir o compromisso em construir uma América mais forte e unida e uma economia que funciona para todos, não apenas para os que estão no topo".

Bernie Sanders, senador de Vermont, ainda não anunciou o apoio a Hillary Clinton, rival para a nomeação para candidato presidencial do partido Democrata, com quem competiu ao longo de um ano e que vai ser formalmente apresentada na convenção que se vai realizar de 25 a 28 de julho, em Filadélfia.

Hillary Clinton, ex-primeira-dama dos Estados Unidos da América, atingiu no início de junho o número de delegados necessários para ser designada candidata democrata à Casa Branca e tem a indigitação garantida.

Bernie Sanders não reconheceu a derrota, mas assegurou que vai votar em Hillary Clinton e esforçar-se para não conceder vitória ao candidato do partido Republicano, Donald Trump.

As duas campanhas têm negociado para incluir as propostas de Sanders na plataforma a apresentar na convenção democrata.

Os responsáveis do partido vão reunir-se no próximo fim de semana em Orlando, Florida, para finalizar a plataforma democrata para as eleições presidenciais de novembro.

As duas partes já conseguiram acordos em questões de alterações climáticas, cuidados de saúde e subida do salário mínimo, para 15 dólares por hora (13,60 euros), mas ainda não atingiram consenso sobre o Acordo de Associação Transpacífico de livre comércio.

Lusa

  • Família Aveiro na inauguração do Aeroporto Cristiano Ronaldo
    2:34

    País

    A decisão de dar o nome de Cristiano Ronaldo ao aeroporto da Madeira divide opiniões. Contudo, na cerimónia de inauguração desta quarta-feira só se ouviram aplausos. Os madeirenses juntaram-se à porta do aeroporto para ver e receber o melhor jogador do mundo. Também a família do jogador esteve na Madeira para apoiar Ronaldo.

  • A (polémica) mudança de nome do aeroporto da Madeira
    2:00

    País

    O aeroporto da Madeira é desde esta quarta-feira aeroporto Cristiano Ronaldo. O Presidente da República e o primeiro-ministro estiveram juntos na homenagem ao futebolista. A alteração não é consensual entre os madeirenses.

  • O busto de Ronaldo que virou piada no mundo inteiro
    2:04

    País

    No dia em que foi formalizado o novo nome do aeroporto da Madeira, foi também conhecido o busto em bronze de Cristiano Ronaldo e que, desde logo, começou a provocar reações em todo o mundo. As críticas da imprensa internacional não são propriamente positivas e a internet aproveitou para dar contornos humorísticos à criação.

  • Os seus descontos para a Segurança Social estão em ordem?
    7:50
    Contas Poupança

    Contas Poupança

    4ª FEIRA JORNAL DA NOITE

    Os portugueses estão cada vez mais preocupados com a reforma. O valor que se vai receber depende dos descontos que se fizerem para a Segurança Social. Mas há contabilistas que cometem burlas com o dinheiro dos clientes, há esquecimentos, e empresas que deixam de pagar as contribuições por falta de verbas. O Contas Poupança explica-lhe como pode ver neste instante se todos os seus descontos estão nos cofres da Segurança Social, e corrigir algum erro antes que seja tarde demais.

  • "Não há razão para fingirmos que hoje é um dia feliz"
    1:55

    Brexit

    Depois de receber esta quarta-feira a notificação do Brexit, o presidente do Conselho Europeu antecipou negociações difíceis. Donald Tusk diz que agora é preciso minimizar os prejuízos para os cidadãos europeus e para as empresas.

  • "Não há recuo possível"
    2:30

    Brexit

    O processo de saída do Reino Unido da União Europeia começou esta quarta-feira, com a ativação do artigo 50.º do Tratado de Lisboa. A notificação de Theresa May foi feita por carta a Donald Tusk e a primeira-ministra disse que não recuo possível. O processo de negociações levará dois anos e a saída do Reino Unido da União Europeia ficará concluída em 2019.