sicnot

Perfil

Eleições EUA

Hillary reúne-se pela primeira vez com os serviços de informações norte-americanos

A candidata presidencial democrata Hillary Clinton participou este sábado na sua primeira reunião com representantes dos serviços de informações norte-americanos sobre assuntos de segurança classificados, um privilégio reservado aos principais candidatos na corrida à Casa Branca.

A candidata do Partido Democrata foi sozinha ao 'briefing' que decorreu durante duas horas e 10 minutos, segundo a sua equipa de campanha, nas instalações da polícia federal norte-americana (FBI) em White Plains, perto da residência da ex-secretária de Estado em Chappaqua, no estado de Nova Iorque.

Estas sessões são organizadas pelo gabinete do diretor nacional de Informações (ODNI, na sigla em inglês) e não pelo FBI, que apenas disponibiliza salas com elevado nível de segurança.

O candidato presidencial do Partido Republicano, Donald Trump, participou numa reunião similar no passado dia 17 de agosto em Nova Iorque, na companhia do general aposentado Michael Flynn e do governador de New Jersey Chris Christie, dois dos seus principais apoiantes.

Estas reuniões são organizadas desde 1952, após uma decisão do Presidente Harry Truman (1945 -1953). As sessões visam preparar os candidatos presidenciais para o mais alto cargo da política norte-americana, através do fornecimento de informações sobre o estado das ameaças globais contra os Estados Unidos.

No entanto, estas reuniões não transmitem qualquer informação sobre as operações em curso dos serviços de informações e de espionagem norte-americanos.

Os democratas manifestaram a sua preocupação sobre o acesso de Donald Trump a informações consideradas como sensíveis.

O próprio Presidente Barack Obama advertiu a fação republicana sobre esta situação durante uma conferência de imprensa no início de agosto.

"Se [os candidatos] querem ser presidentes é preciso que se comportem como presidentes", declarou o chefe de Estado norte-americano.

"Isto significa assistir a estes 'briefings' sem revelar o seu conteúdo", reforçou Obama.

As eleições presidenciais nos Estados Unidos estão agendadas para 08 de novembro.

Lusa

  • "Já só lhes resta uma coisa: bisbilhotar comunicações privadas"
    2:57

    Caso CGD

    O primeiro-ministro diz que o PSD atingiu o grau zero da política, quando chegou à "bisbilhotice" de querer ver as mensagens trocadas entre o ministro das Finanças e António Domingues. A polémica da Caixa Geral de Depósitos voltou a marcar o debate quinzenal, com António Costa a garantir que nunca esteve em causa a entrega de declarações da administração. Já o PSD e o CDS a acusaram o Governo de violar as regras da transparência e de oprimir os direitos da oposição.

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.