sicnot

Perfil

Eu é que sou o Presidente da Junta

O melhor de "Eu é que sou o Presidente da Junta"

O melhor de "Eu é que sou o Presidente da Junta"

No início do ano, mostrámos-lhe ideias inspiradoras e por vezes inovadoras, postas em prática pelos governantes mais próximos de quem os elegeu. Muitas destas ideias foram entretanto replicadas em várias zonas do país. Veja aqui os melhores momentos de "Eu é que sou o Presidente da Junta".

  • Freguesia de Carnide, Lisboa

    Eu é que sou o Presidente da Junta

    Com o maior bairro social da Penísula Ibérica na freguesia, o Presidente da Junta de Carnide encara os desafios como trunfos. É uma das maiores freguesias de Lisboa e apresenta-se como a "Freguesia da Participação". Foi a primeira Junta de Freguesia do país a ter um orçamento participativo. Mas levou mais longe a aposta na participação direta dos cidadãos na identificação e resolução dos problemas comuns.

  • Frio no fim de semana, regiões do interior podem chegar aos -5 °C
    1:23

    País

    A Proteção Civil emitiu um alerta para o tempo frio e seco e pede cuidados redobrados. As temperaturas já começaram a descer, com regiões a registarem valores negativos. No interior, podem chegar aos 5 graus negativos. Até ao Natal o tempo vai manter-se frio, seco e com ausência de chuva.

  • Bombeiro ferido nos fogos de Pedrógão Grande regressou a casa
    2:33

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Seis meses depois dos incêndios de Pedrógão Grande, regressou a casa o último dos bombeiros de Castanheira de Pera que estava internado desde junho. Rui Rosinha esteve em coma mais de dois meses e tem ainda pela frente uma longa recuperação. O bombeiro não quer que o país esqueça o que aconteceu e espera que as duas tragédias deste ano (fogos de junho e outubro) sirvam de lição para o futuro.

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01
  • Marcelo evita "ideia de que o ano foi todo muito bom"
    3:14

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa disse esta sexta-feira que 2017 teve "o melhor e o pior" e que "é preciso evitar a "ideia que o ano foi todo muito bom". O Presidente da República fez estas declarações depois de António Costa ter dito que a nível económico este "foi um ano particularmente saboroso".