sicnot

Perfil

Grande Reportagem Interativa

Conheça o estudo de 2012

Neste link encontra informação sobre o estudo referido na reportagem, desenvolvido por investigadores suíços e austríacos - "Efeitos do Apoio Social de um Cão na Modulação do Stresse em Crianças do Sexo Masculino com Vinculação Insegura" - cuja conclusão traduzimos:
"Concluímos que as crianças do sexo masculino com vinculação insegura e desorganizada podem beneficiar mais com a regulação dos seus níveis de stresse fisiológico através da presença de um cão amigável do que com um humano ou um cão de brincar.
As nossas descobertas são particularmente relevantes para percebermos os mecanismos subjacentes às intervenções assistidas por animais em ambientes pedagógicos e terapêuticos. A educação assistida por um animal tem vindo a tornar-se cada vez mais popular na América do Norte, bem como na Europa, onde um número significativo de professores leva os cães com eles para a escola. Esta prática de utilizar cães nas escolas (no ensino normal e no especial, e também em programas especiais, por exemplo, de leitura) pode ser justificada pelos nossos resultados de níveis de stresse reduzidos através da interação com o cão, o que fornece condições otimizadas para a aprendizagem cognitiva e socioemocional. Os nossos resultados apresentam-se promissores em relação ao desenvolvimento de ferramentas assistidas por animais ainda mais específicas direcionadas para intervenções mais eficazes em crianças e também em adultos com vinculação insegura e desorganizada, que representam a maioria das populações com necessidades educativas especiais e problemas de saúde mental (van Ijzendoorn and Bakermans-Kranenburg, 1996; Julius, 2001).
Contudo, também nas escolas de ensino normal, quase todos os segundos filhos (Ainsworth et al., 1978; Grossmann et al., 1981) têm sintomas de vinculação insegura e, como tal, poderão beneficiar muito mais do apoio social de um cão do que de um professor amigo ou colega de escola durante tarefas stressantes, como testes ou apresentações. Além do mais, foram descobertos efeitos positivos de redução do stresse através da interação com os animais, independentemente das representações de vinculação, o que sugere que, provavelmente, todas as crianças (mesmo aquelas com vinculação segura) podem beneficiar da interação com um cão amigo.
Em teoria, crianças com uma vinculação segura também deveriam poder recorrer a um humano amigo para obter suporte social, mas parece óbvio que estabelecer um contacto físico positivo, que é muito mais eficaz na regulação do stresse, é muito mais fácil com um cão do que com um professor.
Na prática pedagógica, pode ser muito benéfico para os alunos, em especial para aqueles que têm mais tendência a ficarem stressados ou ansiosos, conseguirem interagir com um cão amigável, no melhor dos casos o familiar "cão de escola", antes e durante tarefas stressantes (Beetz, 2012).
A redução dos níveis de cortisol pode permitir um funcionamento executivo mais eficaz (Miyake et al., 2000) e, como tal, garantir um melhor desempenho."
Encontra também, neste link, referências a várias outras investigações sobre o assunto.

  • PS volta a subir nas intenções de voto e não baixa dos 40%
    2:01