sicnot

Perfil

Grande Reportagem Interativa

"Ler e CÃOpreender"

As autoras do "Ler e CÃOpreender" escrevem, para a Grande Reportagem SIC, sobre os objectivos e os resultados do primeiro ano de implementação deste projecto de Terapia Assistida por Animais na Escola EB1 Santo António de Tercena, no concelho de Oeiras.

O Ler e CÃOpreender decorreu no ano letivo de 2014-15. A concretização deste projeto teve por base a parceria de duas instituições, uma da área da educação e outra da área da saúde, respetivamente o Agrupamento de Escolas de Linda-a-Velha e Queijas e a Casa de Saúde do Telhal.

As responsáveis pelo projeto foram a professora de educação especial, Filipa Nunes, e a técnica especializada em Terapia Assistida por Animais, Carla Azevedo.
Os beneficiários foram os alunos do 1º ciclo do ensino básico com dificuldades de aprendizagens ao nível da leitura e interpretação, que frequentam as aulas de educação especial, ao abrigo do decreto-lei 3/2008, de 7 de janeiro.

O animal selecionado foi o cão, devidamente treinado, com os cuidados de saúde necessários atestados pelo veterinário, e com as características específicas que permitem o trabalho que se pretende desenvolver. O cão foi um intermediário, uma ponte entre as técnicas e os utentes. A utilização de cães apresenta uma diversidade de possibilidades de trabalho. Os cães proporcionam silenciosamente um apoio psicológico e estão 100% disponíveis para interagir. Têm uma capacidade incrível de criar laços com as pessoas -- neste caso, com as crianças -- rápida e facilmente. Não fazem distinção de raça, sexo, características, patologia.

Os objetivos específicos deste projeto foram os seguintes:

-Promover as competências leitoras e a estimulação cognitiva;
-Criar um elevado nível de motivação das crianças para a leitura;
-Aumentar o tempo de concentração;
-Estimular a memória, a orientação visual, espacial e temporal e a capacidade de raciocínio.
-Desenvolver nas crianças a capacidade de uma "escuta" atenta;
-Ajudar as crianças com dificuldades ao nível da leitura a autonomizar as suas competências leitoras, contribuindo para o seu sucesso escolar;
-Capacitar o aluno das competências e instrumentos que lhe permitam a compreensão, a reflexão e o prazer de ler um texto.

A parceria destas duas instituições, através deste projeto, proporcionou a concretização de objetivos ao nível das aprendizagens, socialização e entreajuda.
As sessões de TAA basearam-se em dinâmicas de leitura individual (aluno lê apenas para o cão) ou em pequeno grupo, em função das dificuldades e progressos apresentados pelos alunos. Decorreram na biblioteca da escola, na sala de educação especial e no espaço de recreio da escola.

A colaboração do cão foi mediatizada pela técnica, tendo em conta a atividade desenvolvida em cada sessão, podendo o cão ter uma participação mais passiva (de ouvinte) ou mais ativa, de interação com o aluno, como forma de exploração e interpretação do que lê.

A avaliação do projeto foi feita através da aplicação de dois instrumentos:

- Avaliação das competências leitoras de cada um dos alunos, através do preenchimento de um gráfico de fluência e precisão leitora, no início do projeto e no final do mesmo.
- Avaliação do projeto por parte dos alunos, quanto ao seu grau de satisfação pela participação no mesmo.

Ambas as avaliações permitiram constatar resultados francamente positivos.

Filipa Nunes
Professora de Educação Especial

Carla Azevedo
Técnica especializada em Terapia Assistida por Animais

  • França e Rússia criam grupo de trabalho contra o terrorismo
    1:00

    Mundo

    França e Rússia vão criar um grupo de trabalho para lutar contra o terrorismo. A proposta partiu do Presidentre francês e foi anunciada por Vladimir Putin. Na conferência de imprensa conjunta, o Presidente russo explicou que ambos falaram também da Coreia do Norte.    

  • Obrigada a vir dos EUA, de 3 em 3 semanas, para ver o filho
    2:00
  • Marcelo diz que Europa não deve contar com benevolência dos aliados 
    1:19

    País

    O Presidente da República concorda com Angela Merkel, que este domingo defendeu que a Europa já não pode confiar a 100% nos países aliados. Numa conferência sobre o futuro da Europa, Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que a União Europeia tem de assumir responsabilidades e protagonismo e não pode contar com a iniciativa e a benevolência dos aliados.

  • Novos casos de tuberculose caíram para metade

    País

    Portugal reduziu para metade o número de novos casos de tuberculose entre 2000 e 2016, segundo um relatório hoje divulgado, que mostra que, no ano passado, a taxa de incidência da doença foi de 18 por 100 mil habitantes.

  • Julgamento de Pedro Dias só deve começar após as férias judiciais
    2:59

    País

    O Tribunal da Guarda vai juntar o homicídio de Liliane Pinto ao processo principal dos crimes de Aguiar da Beira. Pedro Dias será interrogado em julho, mas o julgamento só deve começar depois das férias judiciais. No interrogatório judicial de 10 de novembro do ano passado, Pedro Dias ficou em silêncio.

  • Angola confirma pela 1ª vez que José Eduardo dos Santos está em Espanha por motivos de saúde

    Mundo

    É a primeira vez que o governo de Luanda admite, oficialmente, que o Presidente José Eduardo dos Santos sentiu-se mal e está a receber assistência médica em Espanha. Com 74 anos, os últimos 38 como Presidente de Angola, José Eduardo dos Santos tem feito visitas regulares a Barcelona para efetuar exames médicos, mas nem uma palavra sobre as suspeitas de que o Chefe de Estado angolano teria sofrido um AVC recentemente.

  • Merkel sugere que a Europa já não pode contar com aliados como os EUA
    1:45

    Mundo

    Depois das cimeiras do G7 e da NATO,e sem nunca mencionar Donald Trump, a chanceler alemã diz que é tempo de cada país tomar conta do próprio destino. As declarações de Angela Merkel foram feitas em Munique numa ação de campanha da CDU e evidenciam incómodo em relação às posições manifestadas pelos EUA.

  • Bombeiro alvejado durante assalto em Buenos Aires
    1:07

    Mundo

    A polícia argentina está a investigar o assalto e a agressão a tiro a um bombeiro em Buenos Aires. O homem de 30 anos foi atacado por três jovens, o momento foi captado pelas câmaras de videovigilância. As imagens mostram o exato momento em que o bombeiro foi atacado pelo grupo, perto de um quiosque de alimentação automático. De acordo com as informações disponíveis, a vítima terá sido alvejada seis vezes.