sicnot

Perfil

Grande Reportagem Interativa

Quem é Ana Claúdia?

Ana Claudia tem duas paixões: o futebol e a moda. Tanto calça umas chuteiras como uns saltos altos. A futebolista modelo começou a jogar futebol com os vizinhos, mas há 9 anos integrou o Ouriense. Por lá continua, e já conquistou alguns títulos - o de Bicampeãs Nacionais, o apuramento inédito para a Liga dos Campeões e a Taça de Portugal.

PERFIL ANA CLAÚDIA NOME: Ana Cláudia Reis Neves
NATURALIDADE: Ourém
DATA DE NASCIMENTO: 28 de Agosto de 1989
ALTURA: 1,71 m
PESO: 57 KG
CLUBE ATUAL: Atl. Ouriense
POSIÇÃO: Médio

Ana Cláudia - um autorretrato
“O futebol surge na minha vida como puro hobby e diversão. Fez parte da minha infância acompanhou o meu crescimento, proporcionou-me desde sempre momentos extraordinários, que hei de ter e guardar comigo até à eternidade. Integrei na equipa do Clube Atlético Ouriense há cerca de 9 anos. Estava no período de férias escolares, tinha a oportunidade de experimentar o futebol, e assim foi. Experimentei, gostei, fiquei e é onde me encontro atualmente. Sendo uma das fundadoras desta equipa, foi com grande orgulho que fui acompanhando toda a evolução ao longo dos anos. Tendo em conta que tudo começou por uma brincadeira, e que caminhámos até conseguirmos ser Bicampeãs Nacionais, passar a 2ª fase da Liga dos Campeões e ganhar a Taça de Portugal, é de facto muito gratificante, motivo de muito orgulho e de uma felicidade tremenda. Futebol é isto mesmo, experiências, aprendizagens, conquistas, amizades, convivência, trabalho, esforço, dedicação, garra, ambição, realização de objetivos, sentimentos… Futebol é uma paixão! E falando em paixão, falo da Moda que é também parte integrante dos meus dias. E assim vou gerindo as paixões da minha vida, que embora sejam completamente distintas, uma de chuteiras, outra de salto alto, uma num campo de futebol, outra em passerelle ou estúdio, são encaradas de igual forma, forma esta que é a tenho de encarar a vida! Lutar para sermos felizes a fazer o que nos dá prazer!”

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Governo quer reduzir gastos com papel na função pública
    1:08

    Economia

    O Governo proibiu a livre utilização das impressoras pelos funcionários públicos. O ministro das Finanças quer assim reduzir em 20% a despesa em consumo de papel e, ao mesmo tempo, minimizar a perigosidades dos resíduos produzidos com as impressoras, no Estado.