sicnot

Perfil

perdidos e achados.png

Perdidos e Achados

SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

Perdidos e Achados

"Bailes de Gala"

Os Bailes de Gala são uma tradição que, nos últimos anos, está a voltar.

Em Portugal, já só há 2 bailes de debutantes. No Clube Micaelense, em Ponta Delgada, nos Açores e no Club Portuense, no Porto.

Em Portugal, já só há 2 bailes de debutantes. No Clube Micaelense, em Ponta Delgada, nos Açores e no Club Portuense, no Porto.

Depois de umas décadas em que quase não se realizaram, acontecem agora um pouco por todo o país e vão desde o Baile de Debutantes, às galas de beneficência.

Mas são, sobretudo, os bailes de finalistas que trouxeram de volta a tradição das noites de dança em que elas usam vestido comprido e os rapazes vão de lacinho preto.

No Perdidos e Achados desta semana, fomos reviver algumas dessas festas de outros tempos e conhecer as que, agora, animam bailarinos de todas as idades.

Jornalista: Teresa Canto Noronha

Repórter de imagem: José Silva, Rodrigo Lobo

Edição de imagem: Ricardo Sant'Ana

Pós Produção Áudio: João Carlos

Produção Editorial: Sandra Cadeireiro

Coordenação: Maria João Ruela

Direção: Alcides Vieira

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.