sicnot

Perfil

perdidos e achados.png

Perdidos e Achados

SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

Perdidos e Achados

S. Pedro da Cova

Em 1946,a Europa tenta renascer dos escombros do mais sangrento conflito militar de que há memória. Ausente da guerra, Portugal vive a penúria e o isolamento de um regime imposto pela força e pela repressão de Salazar. Vivem- se os dias do racionamento, tantas vezes evocados pelos nossos avós e bisavós.

Em 1946, uma greve dos mineiros pôs em alvoroço a população de S.Pedro da Cova e marcou para sempre a identidade desta freguesia de Gondomar.

Em 1946, uma greve dos mineiros pôs em alvoroço a população de S.Pedro da Cova e marcou para sempre a identidade desta freguesia de Gondomar.

O "Perdidos e Achados" recorda as lutas dos mineiros nos anos de chumbo da ditadura de Salazar.

O "Perdidos e Achados" recorda as lutas dos mineiros nos anos de chumbo da ditadura de Salazar.

É nesse quadro de miséria e exploração que cerca de 600 mineiros de S. Pedro da Cova vão dar início, a 27 de fevereiro, a uma greve que ajudou a moldar o caracter desta pequena comunidade de Gondomar. Trinta e um mineiros foram detidos pela polícia. Nos interrogatórios da PIDE, todos dizem que "não podiam trabalhar com fome", expressão que Daniel Vieira aproveitou para título do livro que evoca a greve de 46 e que dá o mote ao "Perdidos e Achados" que a SIC emite este sábado, no Jornal da Noite.

Jornalista – Carlos Rico

Repórter de imagem - Carlos Morais

Edição de imagem – António Soares

Pós-produção Audio: Octaviano Rodrigues

Produção – Madalena Durão

Coordenação – Pedro Mourinho

  • "É mais um notável tiro no pé de Passos Coelho"
    4:04

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite, a polémica em torno de Pedro Passos Coelho, depois do presidente do PSD ter pedido desculpas por ter "usado informação não confirmada", ao falar na existência de suicídios, depois desmentidos, como consequência da falta de apoio psicológico na tragédia de Pedrógão Grande. Sousa Tavares considera que Passos Coelho deu "mais um tiro no pé" e defende que o líder da oposição "está notoriamente desgastado" e "caminha para uma tragédia eleitoral autárquica".

    Miguel Sousa Tavares

  • Este texto é sobre o bom senso. O bom senso que faltou a Passos Coelho quando, esta manhã, depois de uma visita pelas áreas ardidas de Pedrógão Grande, decidiu falar em suicídios. Passos não se referiu a tentativas, mas sim a atos consumados. Deu certezas. Disse que tinha conhecimento de “pessoas que puseram termo à vida” porque “que não receberam o apoio psicológico que deviam.”

    Bernardo Ferrão

  • Simplex+2017 promete simplificar burocracia
    1:08

    País

    Já está online o novo Simplex+2017, que vai simplificar a vida dos cidadãos, empresas e administração pública. Pagar impostos com cartão de crédito e ter o cartão de cidadão ou a carta de condução no telemóvel são alguns exemplos do que está previsto.

  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.