sicnot

Perfil

perdidos e achados.png

Perdidos e Achados

SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

Perdidos e Achados

Olímpicos à Vela

Olímpicos à Vela

A primeira vitória olímpica de Portugal na modalidade de vela foi conquistada em 1948 pelos irmãos, Duarte Bello e Fernando Bello que ganharam a medalha de prata nos jogos de Londres. Quatro anos mais tarde, em 1952, nos jogos de Helsínquia Joaquim Fiúza e Rebelo de Andrade trazem o Bronze para Portugal. Em 1960, mais uma medalha de prata é conquistada na olimpíada de Roma, desta feita pela dupla de irmãos Mário Quina e José Quina. Após a medalha dos irmãos Quina a vela portuguesa faz uma longa travessia, de 36 anos, sem medalhas olímpicas.A modalidade só volta a ascender ao pódio em Atlanta, em 1996, quando Hugo Rocha e Nuno Barreto conseguem deitar as mãos ao bronze. A cerca de um mês do arranque dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro recordamos as histórias vitoriosas dos irmãos Mário e José Quina e da dupla Hugo Rocha e Nuno Barreto.No Rio 2016 vão participar 5 atletas portugueses na modalidade de vela. O desejo do país é que os ventos soprem de feição e ajudem na conquista

  • Passos explica porque se sentiu irritado com Costa
    0:42

    Economia

    Depois das imagens em que surgiu visivelmente irritado com António Costa, no último debate quinzenal, Passos Coelho veio agora explicar porquê. Na discussão com o primeiro-ministro, o líder do PSD não gostou que Costa tivesse insinuado que a fuga de 10 mil milhões de euros para offshores tenha ocorrido por inação do Governo anterior.

  • Ferro Rodrigues desvaloriza críticas do CDS
    3:24

    Caso CGD

    Marcelo Rebelo de Sousa fez questão de receber em público Ferro Rodrigues antes de um almoço com o Presidente da Assembleia da República. O Presidente também recebeu a representante do CDS-PP, Assunção Cristas, que foi apresentar queixa de Ferro Rodrigues e da maioria de esqueda em relação à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos. Ferro Rodrigues desvalorizou as críticas de que foi alvo.

  • Regime de Pyongyang nega envolvimento na morte de Kim Jong-nam 
    1:53

    Mundo

    A polícia da Malásia diz que o irmão do líder da Coreia do Norte foi morto com uma arma química. Os investigadores encontraram vestígios de gás VX no corpo de Kim Jong-nam, um gás letal proibido pelas convenções internacionais. O Governo da Coreia do Sul pediu esta sexta-feira ao regime de Pyongyang que admita que está por detrás da morte de Kim Jong-nam mas o mesmo já veio negar o envolvimento no assassinato.