sicnot

Perfil

Portugal Desigual

Portugal Desigual (3º episódio)

Portugal Desigual (3º episódio)

Desemprego e quebra de salários foram dois dos impactos sentidos pelos portugueses na sequência do programa de ajustamento, após o pedido de resgate. Neste episódio do "Portugal Desigual", que tem por base o estudo da Fundação Francisco Manuel dos Santos sobre o período em que a troika este no nosso país, tentamos perceber o impacto da crise nos rendimentos do trabalho.

  • Portugal Desigual (episódio 2)
    12:34

    Portugal Desigual

    Sente-se no bolso e no dia-a-dia: o programa de ajustamento obrigou os portugueses a apertarem o cinto e as consequências começam a ser conhecidas. A Fundação Fracisco Manuel dos Santos cruzou dados estatísticos e disponibiliza aquele que é o mais completo estudo sobre as implicações da presença da troika no nosso país. A SIC associou-se ao projecto e mostra-lhe de que forma é que a crise foi sentida em Portugal e num dos países mais desenvolvidos da Europa.

  • Portugal Desigual (episódio 1)
    15:43

    Portugal Desigual

    De forma mais ou menos intensa, todos os portugueses sentiram, e sentem ainda, as consequências do programa de ajustamento a que o país esteve sujeito. Mas quem sofreu mais com este "apertar do cinto"? Os mais pobres foram, de facto, mais poupados a sacrifícios? E a classe média, como é que pagou a crise?

  • Passos acusa Governo de "sacudir água do capote"

    País

    O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de "sacudir a água do capote" para não assumir a responsabilidade pelo que está a ser decidido, usando uma política de comunicação que considerou ser um "embuste".

  • Quase 200 polícias solidários com agentes acusados
    2:29

    País

    Perto de 200 polícias manifestaram-se este sábado na sede da PSP em Alfragide, em solidariedade com os 18 agentes acusados no processo Cova da Moura. O Sindicato Nacional de Polícia associou-se ao protesto e diz existir um aproveitamento político do caso.

  • Polícias ameaçam com protestos no arranque do campeonato
    1:24

    País

    Os agentes da PSP ameaçam boicotar a presença nos jogos do campeonato da Primeira e Segunda ligas que começam em 15 dias. Os agentes colocam em causa o atual modelo de policiamento no futebol, que faz com que muitos dos profissionais da PSP trabalhem sem remuneração em dia de folga.