sicnot

Perfil

re.jpg

Reportagem Especial

Jornal da Noite

Reportagem Especial

A saúde da Galilei

A saúde da Galilei

A Galilei SGPS, herdeira da SLN de Oliveira Costa, entrou em liquidação. Após ter sido declarada insolvente pelo tribunal, os credores da antiga dona do BPN recusaram recuperá-la. A Galilei SGPS é, no entanto, dona de um ativo importante, que está a ser disputado pelo mercado: a Galilei Saúde. E neste processo de venda, o maior lesado pode ser, mais uma vez, o Estado, que é o principal credor.

  • Estado acusado de favorecimento na venda do British Hospital
    3:38

    País

    O Estado é acusado de favorecimento na venda do British Hospital e das Imagens Médicas Integradas, uma rede de clínicas especializadas em imagiologia. A Parvalorem, que gere os ativos tóxicos do ex-BPN, vendeu os créditos que tinha na Galilei Saúde, detentora de ambas infraestruturas, por um valor muito abaixo de outras ofertas. A Parvalorem admite avançar para tribunal para se defender das críticas sobre a cessão de créditos a um fundo belga.

  • Bataglia deixou passar 12 milhões pela sua conta a pedido de Salgado
    2:05

    Operação Marquês

    O presidente da Escom e arguido na Operação Marquês Helder Bataglia terá admitido que Ricardo Salgado utilizou uma conta bancária do empresário, na Suíça, para passar 12 milhões de euros a Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates. O amigo de Sócrates e Bataglia terão combinado várias formas de não levantar suspeitas. A notícia é avançada pelo jornal Expresso na edição deste sábado.

  • Patrões não aceitam alterações ao acordo de concertação social
    2:25

    Economia

    As confederações patronais foram esta sexta-feira ao Palácio de Belém dizer ao Presidente da República que não aceitam que o Parlamento faça alterações ao acordo de concertação social. Os patrões dizem ainda ter esperança que o Parlamento não chumbe o decreto-lei que reduz a TSU das empresas com salários mínimos.

  • Dirigente derrotado da Gâmbia concorda em ceder poder

    Mundo

    O ex-presidente e candidato derrotado das eleições na Gâmbia, Yahya Jammeh, concordou em ceder o poder ao novo Presidente do país, empossado na quinta-feira, indicou esta sexta-feira um responsável governamental senegalês.