sicnot

Perfil

Reportagem Especial

#Sozinhos na Net

Esta 4ª feira no Jornal da Noite

#Sozinhos na Net

Cyberbullying, sexting ou revenge porn. Tudo isto traduzido quer dizer, nem mais nem menos, que o perigo pode estar ao virar da esquina virtual.

As agressões e as ameaças publicadas nas redes sociais, as mensagens com conteúdos sexuais, bem como a vingança entre casais que se separam, e posterior publicação de imagens íntimas. Tudo isto pode acontecer. Tudo isto acontece.

E há mais: contactos com estranhos ou os conteúdos de ódio e automutilação. São histórias que se repetem entre os mais jovens, que cresceram dentro do ambiente digital.

Os académicos olham para esta realidade e colocam de lado a ideia de perigos. Optam por falar em riscos, mas também em oportunidades. Há ainda a pornografia online, os perfis falsos criados para atrair jovens e crianças.

O número de inquéritos abertos pela Polícia Judiciária relativos a crimes de pornografia de menores não pára de aumentar. Passou de uma dúzia há cinco anos para quase 600 o ano passado.

O que há fazer?

Quem estuda esta matéria aponta para uma educação ativa das crianças, o devido acompanhamento, sem a imposição de regras duras que façam despertar o perigo da curiosidade traiçoeira. E os estudos feitos apontam para um acesso cada vez mais cedo a telemóveis e smarphones, ou seja, portas privadas de acesso à Internet, sem o controlo dos pais e professores.

E como colocar todas estas tencologias dentro da sala de aula?

A SIC foi ao encontro de respostas junto de pais, professores, Direção-Geral de Educação, psicólogos, sociólogos, autoridades, e é claro, os jovens e as crianças.

Reportagem Especial "#Sozinhos na Net", 4ª feira, no Jornal da Noite.

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33

    Ataque em Barcelona

    O jornal espanhol El Pais divulgou hoje  as primeiras imagens da carrinha que matou 13 pessoas e feriu mais de 100 em Barcelona. O vídeo foi registado por  uma câmara de videovigilância de um museu nas Ramblas. Mostra pessoas a desviarem antes da passagem rápida da carrinha branca. Esta terá sido a parte final do percurso feito pelo veículo.

  • Castelo Branco aposta na cultura para preservar raízes e fomentar turismo
    5:26

    SIC 25 Anos

    Com perto de 200 mil habitantes, o distrito de Castelo Branco luta para criar projetos diferenciadores para atrair e ancorar a população. O desemprego tem vindo a baixar, numa região fortemente envelhecida. A capital do distrito aposta na cultura para preservar as raízes e fomentar o turismo, e a Universidade da Beira Interior tem cada vez mais alunos estrangeiros.