sicnot

Perfil

Grande Reportagem SIC

Grande Reportagem apresenta: "Uma questão de fé"

HOJE na SIC

Grande Reportagem apresenta: "Uma questão de fé"

Portugal é maioritariamente católico, mas a diversidade ganha terreno. 772 é o número de comunidades religiosas não católicas registadas. Fomos conhecer os caminhos da fé. Uma igreja vai à discoteca. Outra expulsa o demónio. Pai João incorpora Zé Pelintra. Maria de Fátima dá cinco voltas de joelho ao caixão. Na Mouraria, a mesquita é pequena para tanta fé - à sexta-feira, até na rua se ora a Alá. A lei da liberdade religiosa faz 15 anos, é tempo de saber em que acreditam os portugueses.QUINTA-FEIRA, NO JORNAL DA NOITE.

FICHA TÉCNICA

JORNALISTA
Ana Sofia Fonseca

REPÓRTER DE IMAGEM
Paulo Cepa

EDIÇÃO DE IMAGEM
Luís Gonçalves

PRODUÇÃO
Sandra Cadeireiro

PÓS-PRODUÇÃO ÁUDIO
Octaviano Rodrigues

COLORISTA
José Dias

GRAFISMO
Paulo Alves

COORDENAÇÃO
Cândida Pinto

DIREÇÃO-GERAL DE INFORMAÇÃO
Ricardo Costa

  • Obama diz que Guterres "tem uma reputação extraordinária"
    1:38

    Mundo

    António Guterres diz que vai trabalhar com Barack Obama e também com Donald Trump, na reforma das Nações Unidas. O futuro secretário-geral da ONU foi recebido por Obama, na Casa Branca, onde recebeu vários elogios do presidente norte-americano.

  • Mãe do guarda-redes da Chapecoense comove o Brasil
    1:37
  • Dezenas de mortos em bombardeamentos do Daesh em Mossul

    Daesh

    Dezenas de civis, entre os quais várias crianças, morreram e outros ficaram feridos em ataques de morteiro efetuados pelo grupo extremista Daesh em Mossul, disse à agência Efe o vice-comandante das forças antiterroristas iraquianas.

  • Morreu o palhaço que fazia rir as crianças de Alepo

    Mundo

    Anas al-Basha, mais conhecido como o Palhaço de Alepo, morreu esta terça-feira durante um bombardeamento aéreo na zona dominada pelos rebeldes. O funcionário público mascarava-se de palhaço para ajudar a trazer algum conforto e alegria às crianças sírias, que vivem no meio de uma guerra civil.

  • Tribunal chinês iliba jovem executado há 21 anos

    Mundo

    Nie Shubin foi fuzilado em 1995, na altura com 20 anos, depois de ter sido condenado por violação e assassinato de uma mulher, na cidade de Shijiazhuang. Agora, a justiça chinesa vem dizer que, afinal, o jovem era inocente, uma vez que não foram encontradas provas suficientes para o condenar.