sicnot

Perfil

Grande Reportagem SIC

Uma questão de fé

Grande Reportagem

Uma questão de fé

A Grande Reportagem viaja pela fé em Portugal e a principal revelação é que num país marcadamente católico, há muitos outros caminhos de fé. Muitas centenas, aliás.

  • Grande Reportagem apresenta: "Uma questão de fé"
    0:35

    Grande Reportagem SIC

    Portugal é maioritariamente católico, mas a diversidade ganha terreno. 772 é o número de comunidades religiosas não católicas registadas. Fomos conhecer os caminhos da fé. Uma igreja vai à discoteca. Outra expulsa o demónio. Pai João incorpora Zé Pelintra. Maria de Fátima dá cinco voltas de joelho ao caixão. Na Mouraria, a mesquita é pequena para tanta fé - à sexta-feira, até na rua se ora a Alá. A lei da liberdade religiosa faz 15 anos, é tempo de saber em que acreditam os portugueses.QUINTA-FEIRA, NO JORNAL DA NOITE.

  • A Menina Joga?

    Grande Reportagem SIC

    A Grande Reportagem "A Menina Joga?" revela uma realidade que muitos portugueses ainda desconhecem: o avanço das mulheres no mundo do futebol. Quase seis mil (5.906) mulheres e raparigas em Portugal jogam futebol (incluindo futsal e futebol de praia).

  • A Menina Joga? É a Grande Reportagem de hoje
    2:49

    Desporto

    Em Portugal quase 2.300 mulheres são jogadoras federadas de futebol, mas a federação quer duplicar este numero nos próximos anos. Quem são e que histórias contam as mulheres que jogam futebol em português. "A Menina Joga?" é Uma Grande Reportagem para ver mais logo no Jornal da Noite. Aqui fica um excerto.

  • "O FC Porto não merece ser campeão"
    2:23
    Play-Off

    Play-Off

    DOMINGO 22:00

    O empate do FC Porto com o Feirense foi o principal assunto do Play-Off da SIC Notícias, este domingo. Rodolfo Reis mostrou-se insatisfeito com a atitude dos jogadores do FC Porto.

  • Incêndio em Alfragide deixa 12 pessoas desalojadas
    1:59

    País

    Um incêndio destruiu este domingo a cobertura de um prédio de habitação em Alfragide, no concelho da Amadora. Doze pessoas ficaram desalojadas, mas ninguém ficou ferido. Os bombeiros dominaram o fogo em cerca de uma hora, os moradores queixam-se da falta de eficácia no combate às chamas.