sicnot

Perfil

Grande Reportagem SIC

"Uma questão de fé": veja um excerto da Grande Reportagem

Hoje no Jornal da Noite

"Uma questão de fé": veja um excerto da Grande Reportagem

Deus vai à discoteca, à igreja e ao terreiro. Portugal continua maioritariamente católico, mas a diversidade ganha terreno. Há quase 800 comunidades religiosas não católicas registadas e a lista não para de crescer. A Grande Reportagem desta noite viaja pelos caminhos da fé, veja aqui um excerto.

  • Grande Reportagem apresenta: "Uma questão de fé"
    0:35

    Grande Reportagem SIC

    Portugal é maioritariamente católico, mas a diversidade ganha terreno. 772 é o número de comunidades religiosas não católicas registadas. Fomos conhecer os caminhos da fé. Uma igreja vai à discoteca. Outra expulsa o demónio. Pai João incorpora Zé Pelintra. Maria de Fátima dá cinco voltas de joelho ao caixão. Na Mouraria, a mesquita é pequena para tanta fé - à sexta-feira, até na rua se ora a Alá. A lei da liberdade religiosa faz 15 anos, é tempo de saber em que acreditam os portugueses.QUINTA-FEIRA, NO JORNAL DA NOITE.

  • Reclusos que fugiram de Caxias tiveram cúmplices
    1:59

    País

    Uma falha de Portugal poderá explicar a libertação de um dos dois chilenos que fugiram de Caxias e foram apanhados em Espanha. As autoridades portuguesas atrasaram-se a enviar o mandado de detenção e a polícia espanhola libertou o fugitivo. Na investigação da fuga, acredita-se que os 3 reclusos tiveram cúmplices e a namorada de um deles já foi interrogada.

  • Jovem indiano acorda a caminho do próprio funeral

    Mundo

    Um jovem indiano chocou os seus parente e amigos, depois de acordar no caminho para o seu próprio funeral. No mês antes, Kumar Marewad foi levado para o hospital após ser mordido por um cão de rua, ficando em estado grave.

  • Bilhete de desculpas valeu uma bolsa de estudo

    Mundo

    Um jovem chinês ganhou uma bolsa de estudos no valor de 10 mil yuan (cerca de 1.380 euros), depois de danificar acidentalmente um carro de luxo. Isto, porque após os estragos, o jovem deixou um bilhete de desculpas ao dono, assim como todo o dinheiro que tinha com ele, como compensação.