sicnot

Perfil

Grande Reportagem SIC

"Renegados" gerou onda de reações nas redes sociais

"Renegados" gerou onda de reações nas redes sociais

"Renegados", a reportagem que a SIC emitiu esta quarta-feira no Jornal da Noite, gerou uma onda de reações no Facebook. Muitas pessoas desesperadas dizem não conseguir a nacionalidade portuguesa, apesar de terem nascido e crescido em Portugal. Ou seja, há muitos mais casos como os que foram retratados na reportagem.

  • Renegados
    35:53

    Grande Reportagem SIC

    Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada. A Grande Reportagem da SIC, Renegados, mostra-lhe vários casos de pessoas que já passaram por essa situação.

  • E se lhe tirassem a nacionalidade?

    Grande Reportagem SIC

    Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981 (quando a lei da nacionalidade foi alterada). Conheça vinte rostos da denúncia.

  • Youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Reportagem da SIC "Renegados"
    1:27

    Grande Reportagem SIC

    O youtuber Miguel Paraiso escreveu uma paródia musical para a Grande Reportagem SIC "Renegados". Desde ontem já teve 67 mil visualizações no Facebook. Imagine que ia renovar o cartão de cidadão e diziam-lhe que afinal não é português? Mesmo tendo nascido, crescido, estudado e trabalhado sempre em Portugal? Foi o que aconteceu a inúmeras pessoas que nasceram depois de 1981, quando a lei da nacionalidade foi alterada.«Renegados» é como se sentem estes filhos de uma pátria que os excluiu. Para ver, esta quarta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • Luaty Beirão satisfeito com sinais de mudança de paradigma em Angola
    4:03

    Mundo

    Sete meses depois da tomada de posse de João Lourenço como presidente de Angola, o país vive um tempo de revoluções. Mudanças inéditas que, nas palavras do ativista Luaty Beirão, permitem ter esperança num futuro melhor. O músico esteve em Lagos, a convite da Câmara Municipal, para falar sobre Livros e Liberdade.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27