sicnot

Perfil

A Ruína

"Isto destrói famílias"

Hoje no Jornal da Noite

"Isto destrói famílias"

Diana Rodrigues fala em nome da família. Tem 29 anos, vive e trabalha na Bélgica. Assiste ao sofrimento dos pais causado pela ruína do BES. João e Lurdes Rodrigues perderam quase todas as poupanças. Quando decidiram voltar de vez para Portugal, estes emigrantes em França há quase três décadas, venderam a casa que construíram tijolo a tijolo. O dinheiro foi para uma conta BES e desapareceu. Vamos conhecê-los na Grande Reportagem "A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • Quem são os lesados do BES?
    4:52

    Grande Reportagem SIC

    Nesta reportagem olhamos para o que distingue cada um dos lesados do Grupo Espírito Santo. Ou seja, mostramos os tipos de produtos financeiros que o universo BES, sediado em Portugal, usou para enganar estes clientes. A estes juntam-se todos os que investiram em produtos financeiros que se revelaram de risco nos braços do Banco Espírito Santo na Suíça, Dubai, Panamá entre outros.O trabalho do jornalista da SIC Pedro Coelho antecede aquele que será o tema da Grande Reportagem "A Ruína", para ver brevemente na SIC.

  • "Custou-me muito dizer à minha família que fui enganado"
    0:38

    Grande Reportagem SIC

    Luís Marques construiu a vida em França para onde emigrou ainda criança. Trabalha desde os 16 anos na construção civil e atualmente gere uma empresa no ramo imobiliário. Em 2012 confiou num banco que lhe levou as poupanças de uma vida. "O que me fizeram foi um assalto" recorda Luís Marques, hoje presidente da Associação Movimento dos Emigrantes Lesados Portugueses. Vamos conhecê-lo na Grande Reportagem " A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • "Então as pessoas arriscavam as poupanças de uma vida, sabendo que os produtos não eram seguros?"
    0:45

    A Ruína

    O desabafo de Valentim Santos que, juntamente com a mulher Célia, perdeu as poupanças de uma vida nos esquemas do BES. Foram emigrantes em França e Suíça durante mais de 20 anos. Hoje estão ambos desempregados. Valentim e Célia assinaram o acordo com o Novo Banco, que na prática perpetua o esquema criado pelo BES. Vamos conhecê-los na Grande Reportagem " A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC