sicnot

Perfil

A Ruína

Como o BES enganou os emigrantes portugueses

Hoje no Jornal da Noite

Como o BES enganou os emigrantes portugueses

Oito mil emigrantes portugueses tornaram-se acionistas preferenciais de 10 veículos financeiros, os chamados SPV - Special Purpose Vehicles, que eram vendidos ao balcão como sendo produtos sem risco e de capital e juros garantidos. Quem os adquiriu acreditava estar a colocar as poupanças de uma vida em depósitos a prazo. Perderam tudo ou quase tudo. Caíram n'"O Conto do Vigário".

A equipa de jornalistas da SIC que realizou a série de Grande Reportagem “Assalto ao Castelo” regressa com "A Ruína". O fio condutor é, de novo, o universo BES.

"A Ruína" detalha a forma como o banco de Ricardo Salgado conseguiu convencer 8 mil emigrantes a comprarem 723 milhões de euros de ações preferenciais de veículos financeiros esculpidos pelo BES. A dar fortes sinais de contaminação pelo peso da dívida das empresas do grupo Espírito Santo desde 2009, o banco viu-se forçado a encontrar formas rápidas de gerar liquidez. Entre 2012 e 2014 os emigrantes, financeiramente iletrados, foram o alvo. E o BES vendeu-lhes títulos de dívida do banco e das empresas falidas do grupo que só poderiam ser transformados em dinheiro em 2047 - 2051. Que esquema inventou o BES para convencer estes 8 mil emigrantes a investirem no risco e no incerto?

Veja o Episódio 1 – “O Conto do Vigário” esta quinta-feira, no Jornal da Noite da SIC.

  • Quem são os lesados do BES?
    4:52

    Grande Reportagem SIC

    Nesta reportagem olhamos para o que distingue cada um dos lesados do Grupo Espírito Santo. Ou seja, mostramos os tipos de produtos financeiros que o universo BES, sediado em Portugal, usou para enganar estes clientes. A estes juntam-se todos os que investiram em produtos financeiros que se revelaram de risco nos braços do Banco Espírito Santo na Suíça, Dubai, Panamá entre outros.O trabalho do jornalista da SIC Pedro Coelho antecede aquele que será o tema da Grande Reportagem "A Ruína", para ver brevemente na SIC.

  • Quem são os emigrantes que o BES enganou?
    2:06

    A Ruína

    São 8.000 pessoas financeiramente iletradas que cairam n'"O Conto do Vigário". Emigraram para França, Suíça, África do Sul, Venezuela. Uns compraram ações preferenciais e pensaram que tinham as poupanças em depósitos à ordem, outros papel comercial. Em comum têm o facto de terem sido enganados pelo Banco Espírito Santo.

  • "Custou-me muito dizer à minha família que fui enganado"
    0:38

    Grande Reportagem SIC

    Luís Marques construiu a vida em França para onde emigrou ainda criança. Trabalha desde os 16 anos na construção civil e atualmente gere uma empresa no ramo imobiliário. Em 2012 confiou num banco que lhe levou as poupanças de uma vida. "O que me fizeram foi um assalto" recorda Luís Marques, hoje presidente da Associação Movimento dos Emigrantes Lesados Portugueses. Vamos conhecê-lo na Grande Reportagem " A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • "Então as pessoas arriscavam as poupanças de uma vida, sabendo que os produtos não eram seguros?"
    0:45

    A Ruína

    O desabafo de Valentim Santos que, juntamente com a mulher Célia, perdeu as poupanças de uma vida nos esquemas do BES. Foram emigrantes em França e Suíça durante mais de 20 anos. Hoje estão ambos desempregados. Valentim e Célia assinaram o acordo com o Novo Banco, que na prática perpetua o esquema criado pelo BES. Vamos conhecê-los na Grande Reportagem " A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • "Isto destrói famílias"
    0:46

    A Ruína

    Diana Rodrigues fala em nome da família. Tem 29 anos, vive e trabalha na Bélgica. Assiste ao sofrimento dos pais causado pela ruína do BES. João e Lurdes Rodrigues perderam quase todas as poupanças. Quando decidiram voltar de vez para Portugal, estes emigrantes em França há quase três décadas, venderam a casa que construíram tijolo a tijolo. O dinheiro foi para uma conta BES e desapareceu. Vamos conhecê-los na Grande Reportagem "A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • "Isto é quase como uma faca nas costas"
    0:40

    A Ruína

    João Moreira e Maria Miranda são emigrantes em França. Ergueram uma empresa de construção civil em 1984 e durante anos mantiveram uma relação de confiança com o Banco Espírito Santo. A escassos dias da resolução do BES o casal "é pressionado" pelo gestor de conta a investir poupanças. Dias depois percebem que perderam tudo. Vamos conhecê-los na Grande Reportagem "A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • "Eu confiava no BES e dizia aos meus amigos para porem lá o dinheiro"
    0:37

    A Ruína

    Rui Miguel d'Abreu é filho de emigrantes madeirenses e nasceu na África do Sul. É cliente do BES desde 1994. Durante anos aconselhou muitos amigos a depositar dinheiro no Banco Espírito Santo. É uma das 110 pessoas com raízes em Portugal que perdeu tudo ou quase tudo com a ruína do banco de Ricardo Salgado. Vamos conhecê-lo na Grande Reportagem "A Ruína" que será emitida esta quinta-feira no Jornal da Noite da SIC.

  • "Se Portugal não confia no sistema judicial de Angola não deve fazer negócios com o país"
    18:27

    País

    O julgamento do caso Fizz arrancou esta segunda-feira. Victor Silva, diretor do Jornal de Angola, esteve na Edição da Noite para analisar como estão as relações entre Portugal e Angola, numa altura em que Manuel Vicente viu recusada a transferência do processo para o país angolano. Victor Silva afirmou que a decisão de "separar os processos vai de encontro aos interesses dos dois estados" e vai mais longe ao dizer que se Portugal "não confia no sistema judicial de Angola então não pode fazer negócios com o país".

  • "Conseguimos resultados e provámos que eles não tinham razão"
    1:01

    País

    António Costa lançou esta segunda-feira um ataque à oposição. O primeiro-ministro, que passou pelas jornadas parlamentares do PS, que decorrem em Coimbra, disse que o Governo conseguiu nestes dois anos mostrar à direita que tinha razão no caminho escolhido. Costa falou ainda de Mário Centeno no Eurogrupo e destacou a "estabilidade" que existe dentro do grupo parlamentar socialista num apontar de dedo aos sociais-democratas.

  • Centeno promete avançar com reformas para a zona euro
    1:45

    Economia

    Mário Centeno liderou esta segunda-feira a primeira reunião do Eurogrupo. O ministro das Finanças português prometeu pôr mãos à obra para reformar a zona euro e, sem se comprometer com datas, deixou a porta entreaberta à entrada da Bulgária na zona euro.

  • Obras no Estádio do Estoril já começaram

    Desporto

    A Câmara de Cascais emitiu esta segunda-feira um comunicado a informar que já começaram os trabalhos no Estádio do Estoril e que, segundo a autarquia, seguem as recomendações do Laboratório Nacional de Engenharia Civil.

  • Será este o "momento mais Ronaldo" de sempre?

    Desporto

    Cristiano Ronaldo é protagonista de mais um momento que corre nas redes sociais. Depois de marcar o sexto golo do Real Madrid frente ao Desportivo da Corunha, o jogador português ficou ferido no rosto e foi obrigado a abandonar o campo. Mas antes, mesmo com a cara ensanguentada, pediu um telemóvel com "espelho" para ver a extensão do corte. Há quem brinque com a situação, dizendo que Ronaldo levou a sua obsessão com a sua imagem a um novo nível, mas há também quem desvalorize a situação.

    SIC

  • O jogador de futebol que se tornou Presidente de um país

    Mundo

    George Weah tomou posse esta segunda-feira como Presidente da Libéria. Foi a segunda vez que o antigo futebolista concorreu ao cargo, depois de em 2005 ser derrotado pela candidata Ellen Johnson-Sirleaf. Foi o primeiro e único futebolista africano a receber uma Bola de Ouro. A história de George Weah também passou por Portugal, onde ficou conhecido pela agressão ao ex-jogador do FC Porto, Jorge Costa, em 1996.

    Ana Rute Carvalho

  • Democratas aceitam compromisso para acabar com shutdown nos EUA

    Mundo

    Os senadores democratas aceitaram esta segunda-feira um acordo orçamental provisório que vai permitir acabar com a paralisação parcial do Governo federal dos Estados Unidos, situação conhecida como shutdown, anunciou o líder da minoria democrata no Senado, Chuck Schumer.

  • Decifrado pergaminho encontrado há 50 anos

    Mundo

    Investigadores israelitas reconstituíram e decifraram um dos dois manuscritos de pergaminhos do Mar Morto que nunca tinham sido interpretados desde que foram descobertos há meio século, anunciou a universidade israelita de Haifa.

  • Refeição de 1.100 euros em Veneza

    Mundo

    O centro de Veneza oferece os mais variados restaurantes. Com menu obrigatório, sem menu, com taxas, sem taxas, sentando ou em pé. Depois há aqueles restaurantes que cobram 1.100 euros por cinco pratos acompanhados por água. O caso aconteceu com quatro turistas japoneses, que depois de pagarem a conta, apresentaram queixa às autoridades. O presidente da Câmara da cidade italiana já disse que ia investigar a situação e, caso se confirmasse, prometeu que iria castigar os responsáveis.

    SIC