sicnot

Perfil

A Ruína

Hoje contamos-lhe a história de Gracinda: excerto da Grande Reportagem

No Jornal da Noite

Hoje contamos-lhe a história de Gracinda: excerto da Grande Reportagem

"Gato Escaldado" é o terceiro episódio da Grande Reportagem "A Ruína" que hoje emitimos no Jornal da Noite, um trabalho sobre os emigrantes lesados do BES. 

Gracinda, a viver em Pais, explica-nos o que a levou a assinar um acordo com o Novo Banco. Na prática, aceitou receber a maior fatia das suas poupanças em 2051. Gracinda tem atualmente 83 anos.

  • Por que razão o Novo Banco está "empenhado" em fazer um novo acordo com os emigrantes? Pedro Coelho explica
    3:04

    A Ruína

    O Novo Banco propôs aos emigrantes lesados um acordo que 80% assinou mas que se limita a perpetuar o esquema criado pelo BES e que enganou estes 8 mil emigrantes. Na prática só receberão as poupanças perdidas em 2051. Neste descomplicador, o jornalista da SIC, Pedro Coelho explica que acordo é este e por que razão está o Novo Banco "empenhado" em fazer um novo acordo com os emigrantes.

  • A Ruína - Episódio 1: O Conto do Vigário
    35:28

    Grande Reportagem SIC

    Oito mil emigrantes financeiramente iletrados compraram 723 milhões de euros de ações preferenciais acreditando estar a colocar o dinheiro (as poupanças de uma vida) na segurança de depósitos a prazo. Foram enganados e a Grande Reportagem explica que estratagema usou o Banco Espírito Santo para os enganar. Em Portugal e Paris, a SIC mostra os casos e conta as histórias dos lesados do BES que perderam tudo.

  • A Ruína - Episódio 2: Justiça Cega
    32:18

    Grande Reportagem SIC

    Neste episódio da Grande Reportagem que mergulha no escândalo do BES, é detalhado o peso na justiça de uma marca arruinada. Os emigrantes lesados que perderam as poupanças no banco de Ricardo Salgado perdem, igualmente, os processos nos tribunais cíveis. Mais um passo na viagem interminável de uma queda...

  • Luaty Beirão satisfeito com sinais de mudança de paradigma em Angola
    4:03

    Mundo

    Sete meses depois da tomada de posse de João Lourenço como presidente de Angola, o país vive um tempo de revoluções. Mudanças inéditas que, nas palavras do ativista Luaty Beirão, permitem ter esperança num futuro melhor. O músico esteve em Lagos, a convite da Câmara Municipal, para falar sobre Livros e Liberdade.

  • O portal onde pode consultar certidões e outros documentos sem sair de casa
    7:37
  • Presidente da Comunidade de Madrid demite-se depois da divulgação de vídeo de roubo
    1:27