sicnot

Perfil

Sociedade das Nações

A independência da Lituânia

A Lituânia celebra os 25 anos de independência da antiga união soviética. Milhares de pessoas participaram no desfile anual em Vilnius, marcado pelo debate sobre a mobilização de forças da NATO para os países bálticos, face ao conflito na Ucrânia. Nas celebrações no parlamento, a atual presidente Dalia Grybauskaite pediu aos lituanos para terem força e coragem à medida que "o ruído das armas volta a ser ouvido" vindo de leste. 

No seu discurso nas celebrações, Vytautas Landsbergis, o primeiro presidente da Lituânia após a independência, afirmou que a liberdade não pode ser considerada como um facto adquirido. "Se a agressão dos loucos é imparável e se o império quer retomar as suas antigas colónias, a nossa história de sucesso pode tornar-se temporária" advertiu Landsbergis.

Esta semana no Sociedade das Nações, o primeiro chefe de estado da Lituânia independente lembra os dias conturbados de 1990. Vytautas Landsbergis analisa as principais dificuldades depois da independência e comenta a atual situação na Ucrânia e a política de Vladimir Putin.  
  • Junta de Santa Maria Maior no centro de Lisboa contra despejos de idosos
    3:02
  • "Não há nenhuma meta com Bruxelas", garante Centeno no Parlamento
    0:57

    Economia

    O ministro das Finanças afirma que o Programa de Estabilidade é debatido em Lisboa e não em Bruxelas.Esta manhã, no Parlamento, Mário Centeno assegurou ainda que as metas são as mesmas com que se comprometeu no programa do Governo e garante que não há nenhuma meta acordada com Bruxelas.