sicnot

Perfil

Sociedade das Nações

A origem do Mal

Terrorismo. Violência urbana. As decapitações anunciadas do Dito estado islâmico. Genocídios e holocaustos. Deportações em massa. Guerras civis, guerras internacionais, guerras totais. Crimes contra a humanidade. Políticos corruptos, banqueiros ladrões, empresários sem escrúpulos, religiosos abusadores, bandidos disfarçados de revolucionários ou reacionários. Tudo isto faz parte da grande telenovela da informação contemporânea.

Richard Kearney, um dos grandes filósofos contemporâneos

Richard Kearney, um dos grandes filósofos contemporâneos

No coração desses acontecimentos parece sempre estar o Mal. Mas, precisamente, o que é que queremos dizer, quando falamos do Mal? Richard Kearney, um dos grandes filósofos contemporâneos, professor na Sorbonne e no Boston College, tem sido um dos autores que mais se debruça sobre o problema do Mal na História e nas Sociedades.

 

Esta semana no Sociedade das Nações, Richard Kearney explica a diferença entre o Mal natural e o Mal humano. O professor de Filosofia procura ainda respostas para a origem do Mal e explicações para que, apesar das mudanças de valores nas sociedades, a ideia de Mal possa prevaleça.

  • Atacantes usaram "tática defendida pelos extremistas do Daesh"
    1:43

    Ataque em Barcelona

    O ex-presidente do Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo esteve em direto, para a SIC Notícias, onde falou sobre o ataque desta quinta-feira nas Ramblas, em Barcelona. José Manuel Anes falou na tática defendida na revista dos extremistas do Daesh e que foi usada neste ataque: a utilização de viaturas "de preferência as mais pesadas para matar o maior número de pessoas".