sicnot

Perfil

Sociedade das Nações

A maioria absoluta de David Cameron

O Partido Conservador de David Cameron obteve uma vitória inesperada e esmagadora nas eleições legislativas britânicas, alcançando a maioria absoluta e provocando a demissão de três dos principais dirigentes políticos do país. Com 330 deputados eleitos, mais quatro dos que os necessários para a maioria absoluta no parlamento, o primeiro-ministro britânico afirmou que estão reunidas as condições para cumprir todas as promessas eleitorais, referindo nomeadamente a redução dos impostos, a criação de emprego, os apoios às famílias e o referendo sobre a permanência do país na União Europeia (UE).

© POOL New / Reuters

Até à véspera das eleições, todas as sondagens apontavam para um empate técnico entre o Partido Conservador e o Partido Trabalhista e para um longo período de negociações para formar governo. Esta semana, no Sociedade das Nações, a embaixadora do Reino Unido em Portugal, Kirsty Hayes, comenta o resultado das eleições legislativas.

O professor de Ciência Política, John Curtice, apresenta também explicações para o que falhou nas sondagens. A vitória do partido de Nicola Sturgeon na Escócia, que elegeu 56 dos 59 deputados da região, é analisado pelo politólogo Robert Liñeira, que compara o caso escocês com o catalão. 
  • Videoamador mostra grupo a atar tocha a um touro
    1:33
  • PJ investiga forma como o FC Porto obteve os e-mails
    1:58

    Desporto

    Enquanto o campeonato português de futebol está de férias do relvado, nos bastidores continua uma guerra aberta por causa dos e-mails. O FC Porto entregou à Polícia Judiciária toda a documentação disponível do chamado caso dos e-mails, que envolve o Benfica num alegado esquema de corrupção. O pedido foi feito pela Unidade Nacional de Combate à Corrupção da PJ. A forma como o FC Porto obteve os e-mails também está a ser investigada pela Polícia Judiciária.

  • Manifestantes bloquearam Caracas

    Mundo

    Milhares de pessoas bloquearam esta sexta-feira as ruas de Caracas e de outras cidades, em protesto contra a repressão e o assassinato de manifestantes pelas forças de segurança.