sicnot

Perfil

Sociedade das Nações

O futuro da Marinha Real Britânica

Depois de uma missão seis meses, o HMS Dragon, um dos mais mais avançados navios de defesa antiaérea do mundo, regressou no início do mês ao Reino Unido. Durante o período em que esteve no mar, o HMS Dragon percorreu 22.5 mil milhas por quatro oceanos e esteve em 15 países em quatro continentes.  

Esta semana no Sociedade das Nações, o comandante do Dragon e o chefe de operações aéreas explicam como funciona e quais as capacidades de defesa um navio de defesa antiaérea. O comandante Rex Cox faz ainda o balanço de seis meses no mar, nomeadamente do trabalho conjunto com outros países no combate à pirataria e no treino de equipas de embarque para aumentar a capacidade das frotas regionais e dos parceiros da região de África Oriental.

O HMS é um dos seis Destroyers do tipo 45 britânicos e foi concebido para proteger os novos porta aviões que a Marinha Real vai por no ativo. Cada contratorpedeiro Tipo 45 desloca 8 mil toneladas, mede 152 metros de comprimento e tem alcance de 7 mil milhas.

  • Pescador desaparecido no rio Minho, em Alvaredo, Melgaço

    País

    O pescador desapareceu na noite deste sábado no rio Minho, em Alvaredo, no concelho de Melgaço, distrito de Viana do Castelo. Segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil estão envolvidos nas buscas 15 operacionais e quatro viaturas.

  • Portugal vai testar capacidade de resposta a ciberataque
    0:22

    País

    O exercício está marcado para os dias 09 e 10 de maio e é o primeiro a nível nacional a testar um ciberataque em Portugal. O teste é organizado pelo Centro Nacional de Cibersegurança (CNCS) para apurar "o "grau de preparação" das várias entidades públicas e privadas, mas já conclusões a ter em conta. Segundo o coordenador do CNCS, Pedro Veiga confirma-se tendência para os ataques serem cada vez mais sofisticados e é preciso alertar a população para o que publicam na internet e se pode colocar em risco a privacidade e a segurança.

  • Mont-Saint-Michel evacuado "por precaução"

    Mundo

    O monumento do Monte Saint-Michel, no oeste de França, foi evacuado hoje de manhã "por precaução", tendo sido retirados os turistas e habitantes devido à presença de um suspeito que ameaçou as forças da ordem, anunciou a polícia francesa.

  • As suspeitas que recaem sobre Ricardo Salgado e Manuel Pinho
    2:00