sicnot

Perfil

Sociedade das Nações

Os dilemas da Hungria

O ministro dos Assuntos Europeus da Hungria, Szabolcs Takács, é o convidado do Sociedade das Nações desta semana. A alegada proximidade da Hungria à Rússia e as divergências entre a União Europeia e os líderes políticos húngaros são os principais temas em análise. 

O presidente russo, Vladimir Putin, disse esta semana que a Rússia vai ter de se defender se for ameaçada, salientando que a NATO se está a aproximar das suas fronteiras. Segundo o chefe de Estado russo, caso seja verificada alguma ameaça, a Rússia deve neutralizá-la, reagindo de forma adequada e aplicar a sua política de defesa. A UE anunciou entretanto que vai prolongar as sanções à Rússia até janeiro. A Rússia aproveitou a atual proximidade com os governos da Grécia, de Chipre e da Hungria para tentar que pelo menos um deles vetasse esta extensão das sanções económicas, mas não encontrou aliados. 

Nesta entrevista, Szabolcs Takács garante que para a Hungria é mais importante fazer parte da UE do que a cooperação com a Rússia e explica porquê. As divergências entre o primeiro-ministro Viktor Orban e o presidente da Comissão Europeia e a posição da Hungria face ao sistema de quotas proposto para acolher os refugiados do Mediterrâneo têm suscitado dúvidas relativamente à posição da Hungria entre Moscovo e o Ocidente. 

  • CGD terá de reconhecer imparidades e prepara saída de 2 mil funcionários
    2:45

    Caso CGD

    O novo plano estratégico da Caixa está pronto e foi entregue há duas semanas ao Ministério das Finanças. A SIC sabe que está a ser preparada a saída de 2 mil trabalhadores e que o banco terá de reconhecer imparidades. O Expresso diz que a CGD vai fechar o ano com prejuízos que podem chegar aos 3 mil milhões de euros.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.