sicnot

Perfil

Vizinhos

Vizinhos: Bonjour Tristesse, Berlim

DOCUMENTÁRIO COMPLETO

Vizinhos: Bonjour Tristesse, Berlim

O Muro de Berlim ainda estava de pé quando Álvaro Siza projeta um edifício e outros equipamentos na cidade então dividida pela Guerra Fria, no início dos anos 80. Entre habitantes alemães e uma vasta comunidade turca, o arquiteto ergue um edifício que acabou por ficar marcado por um graffiti colocado durante a noite no topo do prédio: Bonjour Tristesse. Hoje o edifício é um exemplo de gentrificação, seduz novos arquitetos e profissionais liberais, atraídos pela obra de Álvaro Siza, projetada como habitação social. O Bairro de Kreuzberg mudou, tornou-se um pólo de atração para turistas e vida noturna. Álvaro Siza encontrou entre os moradores do Bonjour Tristesse turcos e alemães seduzidos pela arte do Prémio Pritzker português.

  • Vizinhos: A Haia de Siza multicultural
    37:26

    Vizinhos

    Quando Álvaro Siza foi convidado a intervir no bairro de Shilderswijk em Haia, nos anos 80, metade da população era holandesa e a outra metade era imigrante. Hoje , mais de 90% dos habitantes de Shilderswijk têm as origens mais diversas, de dezenas de países. Turcos, marroquinos, paquistaneses, originários do Suriname, da Índia, etc. Álvaro Siza conheceu essa diversidade. Esteve na casa de uma familia angolana que há mais de 10 anos vive no bairro e encontrou-se com um refugiado sírio recentemente chegado a uma casa projectada por Siza.

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.