Cultura

Filme "Sámi Blood" vence 11.º prémio europeu Lux

O filme "Sámi Blood" da realizadora sueca Amanda Kernell venceu esta terça-feira a 11.ª edição do prémio Lux, atribuído pelo Parlamento Europeu.

"Sámi Blood" é uma coprodução entre Suécia, Noruega e Dinamarca e conta a história de uma rapariga de etnia sámi que quer abandonar a comunidade em que vive, na Lapónia, e acaba por enfrentar comportamentos racistas.

O prémio Lux existe há dez anos e pretende promover a produção cinematográfica europeia.

O filme vencedor vai ser adaptado para pessoas com incapacidades visuais e auditivas.

"Sámi Blood" e o dois outros finalistas do prémio Lux vão ainda ser traduzidos nas 24 línguas oficiais da União Europeia.

  • Investigadores sugerem redução de 10 a 20% no preço dos medicamentos
    1:24
  • Descoberta arqueológica da década no Tejo
    2:03