Desporto

Três dos estádios do Euro2004 ainda custam quase 26 mil euros por dia às autarquias

Onze anos depois do Euro 2004, três dos estádios que foram construídos para a prova custam 25.800 euros por dia aos municípios.

No topo da lista está o estádio de Leiria, que custa à câmara 400 mil euros por mês - 13.300 por dia. (Arquivo)

No topo da lista está o estádio de Leiria, que custa à câmara 400 mil euros por mês - 13.300 por dia. (Arquivo)

© Reuters Photographer / Reuters

No topo da lista está o estádio de Leiria, que custa à câmara 400 mil euros por mês - 13.300 por dia.

Segue-se o estádio municipal de Aveiro, para o qual a autarquia paga, por dia, 8300 euros - 250 mil por mês.

Por fim, o estádio Algarve, palco do jogo entre o Sporting e o Benfica para a Supertaça Cândido de Oliveira, e que, segundo o JN de hoje, subsiste com as verbas de duas autarquias. Faro e Loulé pagam 4200 euros por dia para manter o estádio de portas abertas. Só em manutenção são 1000 euros/dia.

São três estádios que não recebem jogos da Primeira Liga e que, 11 anos depois do Europeu de futebol, ainda custam aos cofres públicos 774 mil euros por mês.

  • Piloto que morreu no Estoril terá ficado sem travões
    1:17
  • Empresa de segurança sob suspeita na Guarda
    4:47
  • Uma rota pelos vinhos do Douro
    4:32

    País

    O tempo de vindimas é também sinónimo de época alta para o turismo no Douro. A oferta de experiências ligadas à vinha e ao vinho é cada vez maior e já existe um roteiro que ajuda os turistas a organizarem melhor as visitas às quintas da região.

  • O embaraço do príncipe Harry
    0:29